ASSINE
Bia Brunow é uma jornalista que virou cozinheira. Por aqui vamos ter muita cozinha afetiva, viagens e histórias contadas entre uma garfada e outra

Que tal um peixe frito à moda thai? Veja receita com salada de ervas

A inspiração vem dos Tigres Asiáticos e a combinação é de peixes fresquíssimos com legumes, gengibre, alho, pimenta, limão, ervas e condimentos no estilo tailandês

Publicado em 17/01/2020 às 14h33
Atualizado em 27/03/2020 às 20h01
Peixe frito com salada de ervas + picles de cebola, pepino e rabanete. Crédito: Bia Brunow
Peixe frito com salada de ervas + picles de cebola, pepino e rabanete. Crédito: Bia Brunow

Dia desses, em Guarapari, meu pai chegou com uma dúzia de peroás comprados direto do barco. Eu estava de recesso e cozinharia para um batalhão faminto. Apesar da voracidade de alguns dos convidados e familiares, decidi que queria fazer aquele peixinho de forma diferente.

Pensar em uma receita, para mim, envolve duas coisas: 1 - O que tem disponível? Por sorte, eu tinha alguns legumes frescos, tempero verde e condimentos recém-comprados. Belíssimo começo. 2 - Para onde quero que a combinação de temperos me transporte? Nesse dia, eu estava na vibe de gengibre, alho, pimenta, limão e coentro. Bora dar um pulo nos Tigres Asiáticos, então?

A receita tradicional envolve algumas coisas um pouco difícei($) de encontrar por aqui - molho de tamarindo e molho de ostra, por exemplo. Mas, tenha em mente que com um chumaço de ervas frescas a gente também pode chegar longe. Além do mais, eu estava de folga, na praia, e não era uma possibilidade enfrentar o caos do supermercado. SEGUE O BAILE.

  • INGREDIENTES (para quatro pessoas):
  • 4 peixes inteiros limpos (usei peroá, mas pode ser qualquer peixe de escamas, de preferência do mar - robalo, cioba ou dentão, por exemplo)
  • 3 pimenta dedo-de-moça
  • 5 dentes de alho
  • 1 raiz de gengibre com cerca de 7 centímetros 
  • 2 cebolas roxas
  • 8 folhas de limão ou 1 talo de capim-limão
  • 2 maços de coentro fresco
  • 2 maços de cebolinha fresca
  • 2 maços de hortelã fresca
  • 1 maço de manjericão fresco
  • 6 limões taiti
  • 1 xícara de shoyu
  • 6 colheres (sopa) de geleia de pimenta
  • Amido de milho, farinha de trigo ou farinha de arroz para empanar
  • Óleo para fritar
  • Óleo de gergelim para finalizar (a gosto)
 Crédito: Bia Brunow
Crédito: Bia Brunow

COMO EU FIZ:

Comecei fazendo três cortes diagonais em cada lado dos peixes para que o tempero penetrasse mais. Em um processador (também pode ser na ponta da faca), fiz uma mistura de alho, talos de coentro, gengibre, suco de limão, pimenta, geleia de pimenta e shoyu.

No corte da barriga de cada peixe, coloquei duas folhas de limão, uma rodela de limão, talos de coentro e cebolinha. Reguei os peixes com a marinada e deixei descansar na geladeira por meia hora.

Retirei, sequei os peixes e empanei rapidamente na farinha só para dar uma textura a mais. Se quiser mais crocante, recomendo o método tradicional de empanar (farinha, ovo, farinha). Fritei em óleo bem quente por cerca de sete minutos.

Aproveitei a marinada levando o caldo ao fogo para reduzir um pouco. Fiz uma salada bem refrescante com as folhas de coentro, hortelã, manjericão e cebolinha. Piquei as cebolas em meia lua, bem fininhas, e finalizei com um pouco da pimenta dedo-de-moça.

De tempero para a salada usei sal, limão e umas gotas de óleo de gergelim. Para servir, reguei o peixe com um pouco da redução da marinada, cobri com a salada de ervas e fiquei muito orgulhosa com meu peroá diferentão.

SUGESTÃO PARA ACOMPANHAR:

  • Picles de cebola, pepino e rabanete:
  • 1 xícara de vinagre de arroz; 1/2 xícara de saquê; 1/2 xícara de açúcar; sal a gosto
  • 1 pepino; 2 rabanetes; 1 cebola roxa
  • Como fazer: leve o vinagre, o saquê, o sal e o açúcar ao fogo até levantar fervura. Desligue. Corte os legumes em fatias finas e regue com a mistura. Reserve na geladeira.

Acompanhe a colunista também no Instagram

A Gazeta integra o

Saiba mais
Gastronomia Receitas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.