ASSINE
É Fisioterapeuta, acupunturista e especialista em avaliação e tratamento de dor crônica pela USP. Entende a saúde como um estado de equilíbrio para lidar com as adversidades da vida de forma mais harmônica

Pandemia: as máscaras estão caindo

Na última semana todos os municípios do Espírito Santo foram classificados com baixo risco e isso trouxe a liberdade de respirar sem máscaras nos lugares abertos

Publicado em 28/03/2022 às 02h00
Máscaras continuarão a fazer parte da rotina das pessoas em 2020 no Espírito Santo
Os cuidados envolvem a proteção de si mesmo e dos seus. Crédito: Agência Brasil

E com isso o que se revela é uma maior flexibilidade para circulação em locais abertos. Em algumas cidades, que possuem índice de transmissão muito baixo, é permitida a circulação sem máscara mesmo em locais fechados.

Com o avanço da vacinação nos grupos em predomínio na população, as chances de transmissão do vírus diminuiu muito, e a pandemia em breve será caracterizada como endemia, com previsibilidade em ciclos. Essa expectativa faz com que os órgãos de saúde se programem para as ocorrências endêmicas e atualizem as vacinas periodicamente, como fazem com a gripe, por exemplo.

Na última semana todos os municípios do Espírito Santo foram classificados com baixo risco e isso trouxe a liberdade de respirar sem máscaras nos lugares abertos. No entanto o que se vê são pessoas que por um lado ainda não se sentem seguras para dar esse passo, por outro lado temos aquelas que nunca respeitaram as medidas e nunca usaram as máscaras de proteção.

O que ainda surge como orientação é que as pessoas que apresentarem sintomas gripais em geral recorram ao uso das mesmas, a fim de proteger os outros. É uma forma de respeito e civilidade compatíveis com a vida em sociedade, bem como ocorreu nas campanhas de vacinação.

Os cuidados envolvem a proteção de si mesmo e dos seus. Daqueles que usaram o mesmo espaço e tocarão nos mesmos lugares. Os cuidados mostram que nos importamos e que não queremos repetir tudo o que foi vivido nos últimos tempos. As máscaras cairão, mas a verdadeira face humanitária será revelada no ato de usá-las quando necessário.

Este vídeo pode te interessar

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.