ASSINE

Espírito Santo tem risco alto para novos temporais a partir desta quinta

Segundo o Climatempo, há condições de muitas pancadas de chuva ao longo do dia, acompanhada de raios e vento forte. O risco de temporais aumenta à tarde e à noite

Publicado em 18/02/2021 às 07h24
Atualizado em 18/02/2021 às 20h11
Chuva começa a cair forte na Grande Vitória
Chuva começa a cair forte na Grande Vitória. Crédito: Gabriel Sant'Anna

Novos temporais devem atingir o Espírito Santo até domingo (21). Segundo a previsão do Climatempo, a partir desta quinta-feira (18), uma nova Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) se organiza e ganha força sobre o Sudeste do Brasil, favorecendo a intensificação de áreas de instabilidade sobre a Região que vão espalhar muitas nuvens carregadas sobre Espírito Santo, Minas Gerais e o Rio de Janeiro.

Há condições de muitas pancadas de chuva ao longo do dia, acompanhada de raios e vento forte. O risco de temporais aumenta à tarde e à noite em todas as áreas destes estados, inclusive nas capitais Belo Horizonte, Vitória e Rio.

Entre a sexta-feira (19) e o domingo (21), este padrão meteorológico segue configurado e ainda ajuda na formação de muitas nuvens carregadas nestes três estados, mantendo alta as condições de chuva frequente e volumosa, ainda com risco alto de temporais pontuais (quando podem ocorrer raios e vento forte, com rajadas entre 50 e 70 km/h).

De acordo com o Climatempo, há risco de alagamentos pontuais, transbordamento de córregos e rios e potencial para deslizamentos de terra e queda de barreira em áreas de encosta e queda de árvores, interrupção de energia e destelhamento de imóveis durante os eventos de tempestades.

PREJUÍZOS NA CAPITAL

Vitória amanheceu colhendo os prejuízos da chuva forte que atingiu a região na noite dessa quarta-feira (17). Segundo a Guarda Municipal da Capital, pelo menos dois pontos continuavam interditados em Vitória no início da manhã desta quinta-feira (18).

No bairro Santa Lúcia, duas árvores caíram na avenida Rio Branco, arrancando fios de um poste de energia elétrica. Três prédios residenciais e um comércio continuam sem energia. Próximo ao Shopping Rio Branco, a pista no sentido Praia do Canto - Bento Ferreira está interditada para a retirada dos galhos. A rua Arnaldo Magalhães Filho, que faz cruzamento com a Rio Branco, também está interditada. Em Jardim da Penha, no posto Presidente, o semáforo está apagado. Então, por segurança, as equipes interditaram essa saída de Jardim da Penha para a avenida Fernando Ferrari.

Quedas de árvores também aconteceram nos bairros Ilha do Frade, Enseada do Suá, Centro, Praia do Canto e Ilha de Santa Maria. Ainda na Capital, o vento forte causou o destelhamento de parte da enfermaria do Sistema Único de Saúde (SUS), em frente à entrada do pronto-socorro do Hospital Santa Rita, em Maruípe. Apesar do susto, ninguém se feriu e os atendimentos não precisaram ser interrompidos. Porém, dez pacientes precisaram ser transferidos.

Além disso, os bairros Jardim Camburi, Jardim da Penha e Jesus de Nazareth chegaram a ficar sem energia elétrica no início da noite desta quarta-feira (17). Em Vila Velha, uma árvore caiu depois de um raio atingi-la na rua Belo Horizonte, em Itapuã. Houve registros de alagamentos em vários bairros, como Cristóvão Colombo e Praia da Costa

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.