ASSINE

No Twitter, Arthur Lira reforça discurso sobre disciplina fiscal no País

O candidato à presidência da Câmara, também afirmou que a discussão sobre eventual auxílio emergencial adicional deve ser feita de forma responsável.

Publicado em 21/01/2021 às 15h48
Deputado federal Arthur Lira (PP-AL) é candidato à presidente da Câmara
Deputado federal Arthur Lira (PP-AL) é candidato à presidente da Câmara. Crédito: PP/Divulgação

O candidato à presidência da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), foi ao Twitter agora à tarde reforçar o discurso de disciplina fiscal no País, após tecer comentários sobre a possibilidade de extensão do auxílio emergencial na manhã desta quinta-feira (21).

"Apenas ratificando o que eu quis dizer em reunião hoje pela manhã com investidores: primeiro reforçar meu compromisso com a disciplina fiscal que vem sendo implementada", escreveu Lira. "Qualquer discussão sobre eventual auxílio emergencial adicional deve ser feita de forma responsável e acompanhada do aprofundamento de reformas que viabilizem a consistência fiscal de médio e longo prazos no Brasil."

Pela manhã, o deputado respondeu sobre a possibilidade da retomada do auxílio emergencial e disse que, dentro do teto de gastos, e com o Orçamento aprovado, o mercado poderia aceitar um gasto entre R$ 20 bilhões e R$ 50 bilhões por um período máximo de seis meses.

"Penso que (o auxílio) foi providencial para manutenção da economia aquecida, mas sabemos que ele teve falhas. Acho que a base de recebimento será menor. O cadastro será mais polido", disse ele, durante reunião mensal do Conselho Político e Social (COPS), da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Ele disse ainda no evento que não tinha conversado com o governo sobre o tema.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.