ASSINE

"Não tínhamos os votos", diz Maia sobre possível impeachment de Bolsonaro

Para que um processo de impeachment siga da Câmara para o Senado, 342 parlamentares precisam votar favoravelmente. Maia respondeu sobre o tema em rede social

Publicado em 13/05/2021 às 19h14
Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ)
Ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ. Crédito: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

O ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse nas redes sociais nesta quinta-feira (13) que não pautou os processos de impeachment contra Jair Bolsonaro (sem partido) durante sua passagem pelo comando da Casa porque não tinha apoio de número suficiente de colegas para que a tentativa tivesse chance de sucesso.

Ele respondeu ao jornalista Claudio Angelo, que apontou que Maia foi o único deputado do DEM a votar contra projeto que flexibiliza regras de licenciamento ambiental nesta quarta-feira (12), mas lamentou que o parlamentar não tenha dado andamento aos pedidos de impeachment.

"Obrigado. Mas, infelizmente, não tínhamos votos para o impeachment (342 deputados), como ainda não temos", escreveu Maia.

Para que um processo de impeachment siga da Câmara para o Senado, 342 parlamentares (dois terços da Casa) precisam votar favoravelmente.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.