ASSINE

FHC diz que faltou governo federal ditar rumo na pandemia

Em evento, ex-presidente da República afirmou que o governo Bolsonaro não deu um caminho claro para o enfrentamento do coronavírus

Publicado em 05/12/2020 às 14h35
Atualizado em 05/12/2020 às 14h35
Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso
Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso . Crédito: Ricardo Medeiros

Defendendo a complementaridade do papel do poder público e privado em um país, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) destacou que a função do Estado é dar um rumo para a sociedade quando necessário. O ex-presidente citou o exemplo da pandemia do coronavírus e criticou rapidamente a postura do governo federal diante da crise.

"Na pandemia, ficou claro que as pessoas querem regra, querem saber o que pode e o que não pode. E cobra do Estado que o Estado não está sendo mais exigente. Muda o ministro da Saúde toda hora. Não pode. Falta um caminho, falta um rumo", disse no 3º Encontro Nacional de Liderança e Gestão Pública do CLP, que ocorre neste sábado (5) de forma virtual.

O ex-presidente continuou: "Em que nós vamos nos apoiar, o que é certo ou errado nessa questão? A preeminência do setor público nesses momentos dramáticos acontece",.

FHC também defendeu privatizações, agenda que foi significativa em seu governo. "Por que não permitir ao setor privado participar do produto nacional se houver regras? O Estado precisa socializar as oportunidades, não quer dizer monopolizar."

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.