ASSINE

Ciro Nogueira já chamou Bolsonaro de fascista e elogiou Lula

Senador, que é líder do Centrão, deve comandar a Casa Civil do governo Bolsonaro no lugar do general Luiz Eduardo Ramos

Publicado em 21/07/2021 às 17h10
Senador Ciro Nogueira
Senador Ciro Nogueira. Crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado

O senador Ciro Nogueira (PP-PI), que deve comandar a Casa Civil no lugar do general Luiz Eduardo Ramos, afirmou em 2017 que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é "fascista" e "preconceituoso".

"O Bolsonaro eu tenho muita restrição porque é um fascista. Tem um caráter fascista, preconceituoso. É muito fácil você ir para a televisão dizer que vai matar bandido", disse Nogueira em entrevista em 2017 a ao Programa Agora, da Rede Meio Norte.

"É um discurso muito fácil, mas isso não é para presidente da República. O Bolsonaro não tem capacidade de governar. Ele nunca geriu nada", afirmou.

O vídeo da entrevista voltou a circular nas redes sociais nesta quarta (21). O senador Humberto Costa (PT-PE) foi um dos que compartilhou o material.

Na mesma conversa, o senador também rasga elogios ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)."O melhor presidente da história desse país, principalmente para o Piauí e o Nordeste. Não me vejo numa eleição votando contra o Lula", completou.

O senador Ciro Nogueira é presidente nacional do PP e um dos principais líderes do bloco de partidos que sustenta a base de apoio a Bolsonaro no Congresso. ​

Em 2018, Ciro disse ao jornal Folha de S.Paulo que apoiava Geraldo Alckmin (PSDB) e Lula porque tinha o "coração grande".

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Jair Bolsonaro Lula Ciro Nogueira

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.