ASSINE

Bolsonaro não está à altura do cargo se apoiou ato contra o Congresso, diz Celso de Mello

"O presidente da República, qualquer que ele seja, embora possa muito, não pode tudo", declarou o ministro do STF

Publicado em 26/02/2020 às 13h52

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), reagiu à iniciativa do presidente Jair Bolsonaro de compartilhar em grupos de WhatsApp vídeos que convocam manifestações para o próximo dia 15 a seu favor e contra a corte e o Congresso.

Ministro do Supremo Celso de Mello. Crédito: Carlos Moura/STF
Ministro do Supremo Celso de Mello. Crédito: Carlos Moura/STF

Segundo o decano do STF, a iniciativa, "se confirmada", revela "a face sombria de um presidente da República que desconhece o valor da ordem constitucional, que ignora o sentido fundamental da separação de Poderes, que demonstra uma visão indigna de quem não está à altura do altíssimo cargo que exerce e cujo ato de inequívoca hostilidade aos demais Poderes da República traduz gesto de ominoso desapreço e de inaceitável degradação do princípio democrático!!!".

O ministro enviou a mensagem por escrito à reportagem. No texto, Celso de Mello afirma ainda: "O presidente da República, qualquer que ele seja, embora possa muito, não pode tudo, pois lhe é vedado, sob pena de incidir em crime de responsabilidade, transgredir a supremacia político-jurídica da Constituição e das leis da República". Os crimes de responsabilidade são passíveis de pena de perda do cargo - ou seja, de impeachment.

Os ministros do STF

Ministro Dias Toffoli, presidente do STF. É o mais jovem ministro a presidir o Supremo desde o Império
Ministro Dias Toffoli, presidente do STF. É o mais jovem ministro a presidir o Supremo desde o Império. Carlos Moura|SCO|STF
Ministro Celso de Mello. É o decano da Suprema Corte - que está há mais tempo em atividade no tribunal
Ministro Celso de Mello. É o decano da Suprema Corte - que está há mais tempo em atividade no tribunal. Rosinei Coutinho|SCO|STF
Ministro Marco Aurélio. É o segundo ministro há mais tempo em atividade no Supremo
Ministro Marco Aurélio. É o segundo ministro há mais tempo em atividade no Supremo. Rosinei Coutinho|SCO|STF
Ministro Gilmar Mendes
Ministro Gilmar Mendes. Nelson Jr.|SCO|STF
Ministro Ricardo Lewandowski
Ministro Ricardo Lewandowski. Carlos Moura|SCO|STF
Ministra Cármen Lúcia. Foi a segunda mulher a integrar a Suprema Corte
Ministra Cármen Lúcia. Foi a segunda mulher a integrar a Suprema Corte. Carlos Moura|SCO|STF
Ministro Luiz Fux
Ministro Luiz Fux. Nelson Jr.|SCO|STF
Ministra Rosa Weber. Foi a terceira mulher a ser nomeada ministra do Supremo
Ministra Rosa Weber. Foi a terceira mulher a ser nomeada ministra do Supremo. Carlos Moura|SCO|STF
Ministro Luís Roberto Barroso
Ministro Luís Roberto Barroso. Carlos Moura|SCO|STF
Ministro Edson Fachin
Ministro Edson Fachin. Carlos Moura|SCO|STF
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo
Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo. Carlos Moura|SCO|STF
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo
 Ministro Alexandre de Moraes. É o mais recente integrante do Supremo

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.