ASSINE

"Até o momento 62% da energia já foi restabelecida no Amapá", diz Bolsonaro

O Ministério de Minas e Energia informou que Macapá voltou a receber energia elétrica após ter sido reconectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN)

Publicado em 07/11/2020 às 17h14
Presidente Jair Bolsonaro na cerimônia de Prorrogação do Auxílio Emergencial
Presidente Jair Bolsonaro disse que 62% do fornecimento de energia elétrica já foi restabelecido no Amapá. Crédito: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado (7) que 62% do fornecimento de energia elétrica já foi restabelecido no Amapá. Ele atualizou o porcentual em uma publicação no Facebook para citar o envio pela Marinha ao Estado de três navios e uma aeronave com alimentos combustível e água.

Mais cedo, o Ministério de Minas e Energia informou que Macapá voltou a receber energia elétrica após ter sido reconectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN) durante a madrugada. De acordo com a pasta, a religação do fornecimento de eletricidade está sendo feita de forma escalonada. O atendimento aos bairros ocorre em regime de racionamento.

Um incêndio na subestação Macapá ocorrido na noite de terça-feira (3), levou ao desligamento automático da linha de transmissão Laranjal/Macapá e das usinas hidrelétricas de Coaracy Nunes e Ferreira Gomes. O fogo tomou conta da subestação e interrompeu cerca de 250 MW de carga elétrica. Ao todo, 14 dos 16 municípios do Estado ficaram sem energia.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Jair Bolsonaro Amapá energia elétrica

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.