ASSINE

Adolescente confessa ter matado menina de 9 anos em parque de SP

Raíssa Eloá Capareli Dadona foi encontrada morta amarrada pelo pescoço em uma árvore

Publicado em 01/10/2019 às 17h46
Raíssa Eloá Caparelli. Crédito: Reprodução | TV Globo
Raíssa Eloá Caparelli. Crédito: Reprodução | TV Globo

FolhaPress - Um adolescente de 12 anos confessou ter matado Raíssa Eloá Capareli Dadona, 9 anos, no Parque Anhanguera, em São Paulo. A garota foi encontrada morta, amarrada pelo pescoço a uma árvore na tarde de domingo (29), uma hora após desaparecer de uma festa no CEU (Centro de Educação Unificada) Anhanguera.

Segundo a polícia, o garoto confessou que matou Raíssa após ser confrontado com imagens de câmeras de segurança que mostram ele andando de mãos dadas com a menina pela estrada de Perus pouco antes do crime.

Na noite desta segunda (30), policiais pediram que o garoto apontasse nas imagens a outra pessoa que estaria na cena do crime, mas ele acabou confessando que matou Raíssa sozinho.

Após o depoimento, policiais pediram a internação provisória do garoto para a Vara da Infância e Juventude do Brás; a promotoria se manifestou também favorável ao pedido de apreensão. E a Justiça da Infância e Juventude expediu um mandado de busca e apreensão na madrugada desta terça-feira (1º), determinando a internação provisória dele.

Agora a polícia prosseguirá com a investigação para esclarecer se há outros envolvidos no crime. O garoto passará por uma audiência na Vara da Infância e Juventude na tarde desta terça-feira (1º).

assassinato são paulo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.