ASSINE

Quer adotar um pet? Estes sites e aplicativos podem te ajudar

As plataformas digitais são uma forma de acelerar o processo adotivo responsável mesmo na pandemia

Vitória
Publicado em 04/09/2021 às 02h00
A adoção responsável e consciente continua sendo incentivada e novidades atravessam a pandemia
A adoção responsável e consciente continua sendo incentivada e novidades atravessam a pandemia. Crédito: Reprodução/Freepik

Quem inicia a busca por um animal para adotar pode, muitas vezes, encarar dificuldades para encontrar aquele que seja ideal para sua realidade, como achar um cachorro de porte ideal para o espaço que o futuro dono disponibiliza. Ao mesmo tempo, organizações de proteção animal se vêem com dificuldades para achar um lar e família para animais em situação de vulnerabilidade. Para ajudar, a tecnologia chega fazendo a ponte entre estes extremos. Através de aplicativos e plataformas virtuais, você consegue escolher um novo membro de patas para o seu lar.

Um destes aplicativos tem o apresentador e jornalista Celso Zucatelli como embaixador. O PetPonto, lançado oficialmente no final de agosto, faz com que ONGs ou indivíduos que acolhem esses animais em todo o Brasil tenham um ponto de encontro com candidatos a adotantes. Além dele, temos iniciativas locais, como da Prefeitura de Vila Velha, e ações de grandes empresas como a Vivo, que fez parceria com ONGs e realiza a ponte para adoção dos animais com seus clientes por meio do aplicativo da operadora. Confira abaixo as iniciativas.

PETPONTO

No melhor estilo TinderPet, o aplicativo permite o cadastro de ONGs e de pessoas disponíveis a ter um animal em casa. A partir de geolocalização, o PetPonto mostra de forma simplificada em que lugar estão os animais. Além disso, tanto os animais quanto os adotantes terão perfis para que seja possível fazer o match perfeito.

Zucatelli explica que os usuários da plataforma vão ainda poder colaborar com as organizações que acolhem os animais em situação de rua. “A ideia é conseguir ajudar as ONGs da melhor maneira possível, permitindo doações e permitindo adoções.”

BEM ESTAR ANIMAL

Uma iniciativa local foi feita pela Prefeitura de Vila Velha, que criou o site Bem Estar Animal, que consiste numa campanha permanente para a adoção de cães e gatos abandonados na cidade. Segundo as informações da própria plataforma, são animais que resgatados de situações precárias, que abrangem doenças, atropelamentos e maus tratos.

Através do site,  a população pode, além de conseguir seu pet, ajudar no trabalho de investigação e denúncias de Maus Tratos. Além disso, o órgão realiza a adoção, com seleção antecipada no site, e a vacinação dos bichos através do sistema drive-thru.

O Bem Estar Animal coordena as adoções feitas através da plataforma virtual
O Bem Estar Animal coordena as adoções feitas através da plataforma virtual. Crédito: Reprodução/site Prefeitura de Vila Velha

VIVO PETS

A operadora está ampliando seu movimento que incentiva a adoção consciente de animais com a inclusão de ONGs do Espírito Santo no projeto. A partir de agora, instituições que acolhem animais passam a fazer parte do movimento “Vivo Pets”. Ao todo, três ONGs passam a ser parceiras da Vivo nesse projeto no Estado: Aumigos de Livros, Amizade é um Luxo e Ong Pra Mia.

Mas como funciona tudo? As ONGs fazem o cadastro no site http://vivo.tl/adocaovivovaloriza. Na sequência, a operadora faz a ponte entre as instituições e os clientes interessados em adotar um animal por meio da plataforma de relacionamento da empresa, o Vivo Valoriza. Quem mora em Vitória, Vila Velha ou regiões metropolitanas pode procurar um novo amigo acessando o Vivo Valoriza, no app da Vivo.

A instituição ampliou o movimento para a terra capixaba
A instituição ampliou o movimento para a terra capixaba. Crédito: Reprodução/Meu Vivo App

Ao acessar a aba do programa, o cliente poderá consultar as ONG cadastradas – que também estarão disponíveis no pilar Pets – escolher a que mais se identifica, e iniciar o processo de adoção diretamente com elas, de maneira virtual. 

Além de ajudar a conectar milhares de pets e seus futuros donos, a Vivo também levou o movimento Vivo Pets para seus colaboradores e passou a conceder a licença “PETernidade”. Com ela, os colaboradores da Vivo que adotarem um cachorro ou gato ganham dois dias de licença para se dedicarem à adaptação do novo melhor amigo em sua casa.

NA. MOSCA

Chamado de "Na.Mosca", a plataforma faz você dar um "match" com os pets disponíveis para adoção. É desse jeito: você entra na plataforma, monta seu perfil, põe sua rotina e suas expectativas e o programa sugere qual pet se encaixa com sua procura.

Na sequência, ele te coloca na lista da ONG, que irá entrar em contato com o adotante e realizar os trâmites. A plataforma garante que as ONGs e projetos sociais que resgatam animais passam por uma análise antes de ingressarem na plataforma. Depois disso, elas mesmas cadastram os animais que estão disponíveis para adoção. 

Aplicativo gera um ''match'' entre o animal e o possível tutor
Aplicativo gera um ''match'' entre o animal e o possível tutor. Crédito: Reprodução/Na.Mosca App

A Gazeta integra o

Saiba mais
adoção Pets

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.