ASSINE
Confira conteúdos sobre as Olimpíadas 2021 e acompanhe diariamente o desempenho dos atletas capixabas

Olimpíadas: Brasil perde para a Suécia e decide classificação contra a França

A seleção brasileira feminina de handebol precisa de um empate no próximo jogo para avançar à próxima fase

Publicado em 31/07/2021 às 07h03
Brasil não conseguiu vencer a Suécia
Brasil não conseguiu vencer a Suécia. Crédito: Gaspar Nóbrega/COB

O Brasil perdeu para a Suécia por 31x34, neste sábado (31), pela quarta rodada das Olimpíadas de Tóquio. O time não conseguiu manter o mesmo ritmo durante toda a partida, apresentou oscilações e terminou não vencendo. Agora a equipe do técnico Jorge Dueñas vai decidir seu futuro nos Jogos na próxima segunda-feira (02), na última rodada da primeira fase, contra a França. Um empate classifica o Brasil para as quartas de final.

O Brasil voltou a apresentar um excelente início de jogo, contra a Suécia. Marcando muito forte e atacando em velocidade, explorando as pontas e o espaço que as adversárias davam às laterais, o time saiu na frente e chegou a abrir 13x9 no placar. A partir dos 19 minutos, a Suécia acordou na partida, parou o ataque brasileiro e virou para 13x15.

FOCO NA FRANÇA

Um dos destaques da seleção brasileira no jogo, a capixaba Alexandra Nascimento reconheceu os erros da equipe, mas lembra que o Brasil só depende de suas forças para garantir um lugar na próxima fase. 

“A derrota contra a Espanha, no último jogo, foi difícil. Infelizmente no segundo tempo voltamos desligadas, isso custou a vitória e quando acordamos não tínhamos mais tempo e não deu para virar. Sobre o jogo de hoje, contra a Suécia, a gente estudou, assistimos outros jogos delas, sabíamos que estavam jogando muito bem. O que eu vi hoje é que o time cometeu erros, mas lutamos até o final e isso está sendo o mais interessante e mais bonito. Estamos competindo com todas as seleções de igual para igual e isso é uma coisa importante, porque desde a nossa vitória no mundial na Sérvia isso não estava acontecendo. Mas nesse momento estamos dependendo só de nós mesmo. Sabemos que se ganharmos ou empatarmos, estamos dentro da próxima fase. Agora é preparar o jogo contra a França e ir forte porque temos chance sim.”

O JOGO

A Seleção Brasileira começou trocando gols com a equipe adversária. Até o placar de 8x7 para o Brasil, com gols de Ana Paula, Bruna, Larissa, Alexandra (4), Samara, o jogo estava acirrado, com a Suécia fazendo muitas faltas e tentando encaixar ataques rápidos, antes da defesa montada em frente à goleira Babi se recompor.

O Brasil continuou pressionando e concluindo as jogadas em gols. Tanto que Ana Paula, Alexandra e Larissa (2) aumentaram o placar para 13x9. Porém o sistema ofensivo brasileiro encontrou muita dificuldade com a melhora da defesa sueca. Tanto que passou o último terço do primeiro tempo sem marcar. A Suécia aproveitou e virou para 13x15.

A segunda etapa começou da mesma forma que terminou a primeira, com a Suécia em cima, chegando a abrir 17x22. O Brasil começou e chegou a empatar em 25x25, mas parou nos próprios erros. Teve alguns momentos com bolas que pareciam tranquilas para serem trabalhadas até o gol e foram desperdiçadas. Mesmo assim, o time não desistiu. Se manteve firme até o final, se não na melhor noite de acertos, mas com uma raça impressionante.

No final, a Suécia voltou a abrir o placar e venceu por 31x34.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.