ASSINE

Johnson anuncia relaxamento do lockdown na Inglaterra a partir do dia 17

Com isso, a população local poderá viajar pelo país e dormir nos destinos, por exemplo, de acordo com as novas normas, que entram em vigor na próxima segunda

Publicado em 10/05/2021 às 14h56
O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson
O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson. Crédito: Reprodução Twitter @BorisJohnson

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou nesta segunda-feira (10) que o país atingiu suas metas na luta contra a Covid-19 para relaxar o lockdown na Inglaterra, permitindo o retorno de mais atividades. Com isso, a população local poderá viajar pelo país e dormir nos destinos, por exemplo, de acordo com as novas normas, que entram em vigor na próxima segunda-feira (17). "Estamos fazendo a partir do dia 17 um recuo considerável no lockdown", afirmou.

Johnson ressaltou que será preciso continuar a ser cauteloso. A expectativa do governo é que em 21 de junho seja possível avançar ainda mais na retomada das atividades. Questionado sobre a chance de o prazo ser adiantado, o premiê disse que as autoridades têm sido cautelosas nesse processo, para garantir que cada passo seja dado de modo irreversível. Ele afirmou que o governo ainda avaliará se certificados de imunidade podem ter um papel no país, bem como atualizar orientações sobre o distanciamento social.

Pelas novas regras, os pubs e restaurantes poderão servir seus clientes dentro dos estabelecimentos, não apenas ao ar livre. O premiê disse que, de qualquer modo, é importante manter os ambientes ventilados e o distanciamento social, bem como "o bom senso" nesses contextos. Ele também anunciou na nota etapa a reabertura de cinemas e eventos esportivos indoor.

A reabertura anunciada vale para a Inglaterra, com os governos de Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales tendo autonomia para estabelecer suas próprias regras.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.