ASSINE

Garotada do Flamengo garante vitória sobre o Nova Iguaçu no Carioca

Com time todo formado por promessas das categorias de base, Rubro-Negro venceu com gol de Max no último minuto do jogo

Publicado em 03/03/2021 às 00h01
Atualizado em 03/03/2021 às 00h01
Flamengo
Garotada do Flamengo fez bonito e garantiu a vitória na estreia do Carioca. Crédito: Marcelo Cortes / Flamengo

Com jovens da base em campo, o Flamengo estreou no Campeonato Carioca com vitória por 1 a 0 sobre o Nova Iguaçu, na noite desta terça-feira (2), no Maracanã. Max, com um golaço no último minuto, garantiu o triunfo.

Com o resultado, o Rubro-Negro vai a três pontos, enquanto a equipe da Baixada Fluminense permanece sem pontuar. Na próxima rodada, o Fla, mesmo visitante, encara o Macaé no Maracanã, enquanto o Nova Iguaçu recebe o Madureira.

O JOGO

Após a conquista do título do Brasileiro, que terminou na última quinta-feira (28), o elenco principal do Rubro-Negro ganhou uns dias de descanso e retorna às atividades apenas no dia 15 de março. Até lá, a equipe da Gávea vai utilizar o sub-20 e alguns nomes do elenco principal, como o zagueiro Bruno Viana, reforço para a temporada, o atacante Michael e o volante Hugo Moura, que voltou de empréstimo do Coritiba.

Apesar de usar a base, o Flamengo iniciou o Carioca com alguns rostos que a torcida já conhece. Natan e Noga formaram a dupla de zaga titular. No setor ofensivo, Lázaro e Muniz também iniciaram o duelo. O técnico Maurício Souza, que é do sub-20 e estará à beira do gramado neste começo de Estadual, buscou um esquema que fazia lembrar o utilizado por Rogério Ceni, principalmente na saída de bola. A equipe, por outro lado, não conseguia fazer uma transição mais sólida e faltava capricho nas finalizações.

O primeiro tempo terminou sem gols após um duelo sem grandes emoções. O Fla pecava ofensivamente. O Nova Iguaçu, por sua vez, buscava os avanços com toque de bola, mas sofria com a marcação adversária. A chance mais clara foi em um lance em que Muniz aproveitou falha da defesa, invadiu a área sozinho e tentou achar Lázaro, mas a jogada não avançou com sucesso.

SEGUNDO TEMPO

Os times voltaram "buscando mais jogo". O Fla se manteve com maior presença no campo de ataque, mas o Nova Iguaçu preocupava um pouco mais nas tentativas de saídas em velocidade. Os indícios, porém, não se confirmaram. O jogo permaneceu sem empolgar e os goleiros pouco trabalharam. O Fla quase abriu o placar em um cruzamento de Thiaguinho que Gilberto desviou e, por pouco, não fez contra.

Quando o jogo entrava na reta final, o Abuda chutou da intermediária uma bola "venenosa" e Gabriel Batista achou que a bola fosse para fora, fazendo o que é conhecido como "golpe de vista" na jogada. Porém, ela explodiu no travessão e, inclusive, assustou o goleiro. A zaga rubro-negra, atenta, conseguiu pegar o rebote.

Já nos acréscimos, Canela recebeu nas costas da defesa do Flamengo, na cara de Gabriel Batista. O goleiro, porém, conseguiu sair no pé do atacante para dividir e evitar o gol que poderia dar a vitória ao Nova Iguaçu. No último minuto, após um boa troca de passes, Max recebeu na parte esquerda do ataque e acertou um belo chute para garantir a vitória. Ele pegou de primeira e mandou no ângulo esquerdo do goleiro Luis Henrique.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Futebol flamengo flamengo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.