ASSINE

Vai viajar? Fique atento aos cuidados antes de pegar estrada

Para que a folia não vire um pesadelo na viagem é preciso dar atenção à manutenção do veículo e estar em dia com a documentação

Publicado em 18/02/2020 às 14h44
Atualizado em 18/02/2020 às 15h58
Motorista que for pegar a estrada no Carnaval deve estar atento às condições das rodovias. Crédito: Pixabay
Motorista que for pegar a estrada no Carnaval deve estar atento às condições das rodovias. Crédito: Pixabay

O Carnaval é uma das épocas do ano em que famílias e grupos de amigos decidem pegar a estrada para descansar ou curtir os dias de folia. Mas, antes de sair de casa, é necessário tomar alguns cuidados com o veículo e estar com a documentação em dia para não passar aperto em pleno feriado.

O alerta é do gerente de Veículos do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES), Cleber Bongestab. De acordo com ele, o condutor precisa observar quatro elementos fundamentais.

O primeiro deles é o estado de conservação do veículo. “Antes de viajar, é preciso fazer uma revisão e verificar itens, como óleo, freio, suspensão, sistema de iluminação, alinhamento dos pneus, limpadores de para-brisa e cintos de segurança. Conferir ainda se macaco, chave de roda e triângulo para sinalização, que são ferramentas obrigatórias, estão dentro do veículo”, explica Bongestab.

Outro ponto importante é a documentação tanto do condutor quanto do veículo. É necessário checar se o licenciamento não está vencido, bem como o prazo de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Quem for flagrado conduzindo veículo sem portar a CNH será multado em R$ 88,38, com anotação de três pontos na carteira. Se a carteira estiver vencida há mais de 30 dias, o valor passa a ser de R$ 293,47, mais sete pontos. Caso o veículo não esteja licenciado, a multa é de R$ 293,47 e sete pontos na carteira.

Cleber Bongestab alerta para a importância de estar com a documentação em dia. Crédito: Vitória Magalhães
Cleber Bongestab alerta para a importância de estar com a documentação em dia. Crédito: Vitória Magalhães

Condições físicas

Como terceiro elemento importante, Bongestab destaca as condições físicas e mentais do condutor. Algumas situações comprometem a atenção, como tomar determinado tipo de medicação, bebida alcóolica ou se o motorista ou motociclista tiver restrição física, como um braço quebrado.

Cleber Bongestab

Gerente de Veículos do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES)

"A gente sempre recomenda que durante a viagem, o condutor faça uma parada a cada duas horas para tomar água, ir ao banheiro ou apenas caminhar um pouco. Esse cuidado ajuda a manter o bem-estar físico necessário para quem tem que passar algum tempo na estrada"

O Detran|ES ainda recomenda pesquisar na internet as condições das estradas pelas quais o condutor irá passar e estar atento à previsão do tempo. Em caso de chuva forte, a orientação é procurar um posto mais próximo e aguardar.

Crianças até 1 ano devem ser transportadas no bebê conforto. Crédito: Freepik
Crianças até 1 ano devem ser transportadas no bebê conforto. Crédito: Freepik

Cinto de segurança

Item obrigatório nos carros, o cinto de segurança deve ser utilizado por todos os passageiros, incluindo os que viajam no banco de trás. “Cinto de segurança é uma garantia para a pessoa que está atrás não ser ejetada em caso de acidente”, explica Bongestab.

No caso de transporte de crianças, a legislação de trânsito proíbe que os pequenos sejam levados no colo. Bebês de até 1 ano precisam estar no banco de trás, numa cadeirinha apropriada chamada bebê conforto, de costas para o motorista.

Crianças entre 1 e 4 anos devem ser transportadas em cadeirinha com cinto no banco traseiro. Entre 4 e 7 anos, elas devem usar o assento de elevação no banco de trás, com cinto. Dos 7 aos 10 anos, elas devem usar apenas cinto de segurança no banco de trás.

No caso de animais de estimação, a lei não obriga o uso do cinto de segurança, mas proíbe que o pet viaje entre os braços e pernas do condutor. Bongestab recomenda usar o cinto, caixa de transporte ou cadeira pet com cinto, preferencialmente no banco de trás.

Mas, é importante registrar que o condutor que for flagrado guiando com animais à sua esquerda, entre os braços ou pernas, perde quatro pontos e tem de pagar multa de R$ 130,16, conforme estabelecido no artigo 252. O motorista que dirige com o animal solto dentro do veículo comete infração de trânsito que prevê multa de R$ 88,38, e três pontos na habilitação, como instituído no artigo 169 do CTB.

Motociclistas

Já para os motociclistas, a orientação é não conduzir a moto de chinelos, sandálias rasteiras ou descalço. Segundo Bongestab, embora a lei não proíba pilotar sem calçados, o risco de lesão nos pés é muito grande.

Outras orientações para os condutores de motocicletas são evitar os pontos cegos de visão dos automóveis, não andar no corredor, sinalizar antes de fazer as manobras e circular com o farol aceso.

Se for transportar alguma pessoa na moto, é preciso estar atento: leve apenas um carona, que também deve usar capacete. É proibido transportar crianças menores de 7 anos em motocicleta.

Cleber Bongestab

 Gerente de Veículos do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES)

"Nesta época de Carnaval, é importante estar atento às condições do veículo e também ao transporte de pessoas para não infringir a lei, mesmo que o passeio seja curto. E andar dentro dos limites de velocidade estabelecidos nas vias"

Algumas dicas antes de viajar

  1. 01

    Faça uma revisão no veículo e verifique itens, como óleo, freio, suspensão, sistema de iluminação, alinhamento dos pneus e cintos de segurança

  2. 02

    Confira se macaco, chave de roda e triângulo para sinalização, que são ferramentas obrigatórias, estão dentro do veículo

  3. 03

    É necessário conferir se o licenciamento não está vencido, bem como o prazo de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Quem for flagrado conduzindo veículo sem portar a CNH será multado em R$ 88,38, com perda de três pontos na carteira. Se a carteira estiver vencida há mais de 30 dias, o valor passa a ser de R$ 293,47, com perda de sete pontos. Caso o veículo não esteja licenciado, a multa é de R$ 293,47 e sete pontos na carteira

  4. 04

    Cintos de segurança devem estar em perfeitas condições de uso para todos os lugares no carro. A falta de uso do cinto é considerada infração grave, com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na carteira

  5. 05

    É proibido viajar com crianças no colo. Bebês de até 1 ano precisam estar no banco de trás, no bebê conforto, devidamente afivelado e de costas para o motorista. Crianças entre 1 e 4 anos devem ser transportadas em cadeirinha com cinto no banco traseiro. Entre 4 e 7 anos, elas devem usar o assento de elevação no banco de trás, com cinto. Dos 7 aos 10 anos, usar apenas cinto no banco de trás

  6. 06

    No caso de animais de estimação, o pet não deve viajar entre os braços e pernas do condutor. Quem for flagrado guiando com animais à sua esquerda, entre os braços ou pernas, perde quatro pontos e tem de pagar multa de R$ 130,16, conforme estabelecido no artigo 252. O motorista que dirige com o animal solto dentro do veículo comete infração de trânsito que prevê multa de R$ 88,38, e três pontos na habilitação, como instituído no artigo 169 do CTB

  7. 07

    Nunca assuma condução de veículo se tiver ingerido bebida alcóolica ou remédios fortes

  8. 08

    Em caso de chuva, reduza a velocidade e acenda os faróis baixos. Aumente a distância do veículo da frente

  9. 09

    É proibido usar o celular enquanto dirige. Trata-se de uma infração média, com multa de R$ 130,16 e quatro pontos na CNH. Já manusear o aparelho é considerado infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e sete pontos

  10. 10

    Motociclistas devem evitar os pontos cegos de visão dos automóveis, não andar no corredor, sinalizar antes de fazer as manobras e circular com o farol aceso

  11. 11

    Leve apenas um carona na moto, que também deve usar capacete. É proibido transportar crianças menores de 7 anos em motocicleta

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.