Pesquisa Ibope em Vitória: eleitores de Gandini se dividem entre Pazolini e Coser

Candidato do Cidadania, apoiado pelo prefeito Luciano Rezende, foi o terceiro colocado no 1° turno, com votação próxima de Coser, que ficou em segundo lugar

Publicado em 24/11/2020 às 04h30
Lorenzo Pazolini e João Coser disputam o 2º turno em Vitória
Lorenzo Pazolini e João Coser disputam o segundo turno em Vitória. Crédito: Arte Geraldo Netto

Os eleitores que votaram no candidato Fabrício Gandini (Cidadania) no primeiro turno das eleições para a Prefeitura de Vitória dividem-se, quase por igual, entre Lorenzo Pazolini (Republicanos) e João Coser (PT) nas intenções de voto para o segundo turno.

De acordo com pesquisa eleitoral do Ibope divulgada nesta segunda-feira (23), 46% dos eleitores que declararam voto no candidato apoiado pelo atual prefeito, Luciano Rezende (Cidadania), votariam em Pazolini, se as eleições fossem hoje. Outros 44% afirmaram que votariam em Coser e 7% que votariam em branco ou nulo. Gandini foi o 3º colocado no pleito, com 21,12% dos votos válidos.

O deputado estadual do Cidadania decidiu ficar neutro, não apoiar nenhum candidato no segundo turno. Até o momento, ele se posicionou somente por nota, sobre a neutralidade, e não sinalizou inclinação a um projeto ou outro. 

"Vitória, embora com modos diferentes, tem garantido nas últimas décadas a manutenção das conquistas que deram resultado e, graças a isso, evoluiu muito. Todos nós que amamos essa cidade esperamos que o próximo prefeito contribua com esse processo que levou a cidade ao patamar atual", declarou.

Além dos três, Vitória teve outros 11 candidatos que disputaram o primeiro turno. Entre os eleitores que votaram em algum desses outros nomes, em branco, anularam ou não votaram no 1º turno das eleições, 46% responderam que, agora, votariam em Pazolini, enquanto 33% apontaram que escolheriam o petista. 

No primeiro levantamento do Ibope do segundo turno, Pazolini aparece com 48% das intenções de voto. Coser tem 43%. Os resultados são da pesquisa estimulada, quando os nomes dos candidatos são apresentados aos entrevistados.

PAZOLINI SE DESTACA ENTRE ELEITORES DE MAIOR RENDA

A pesquisa Ibope mostra que Pazolini se sai melhor entre aqueles com renda média familiar mais alta, principalmente entre o grupo que ganha mais de 2 e até 5 salários mínimos, no qual teve 58% das menções, enquanto Coser registrou 34%. Entre o segmento da sociedade com renda acima de 5 salários mínimos, Pazolini e Coser ficam próximos, com 45% e 44%, respectivamente.  

A mesma divisão ocorre entre o grupo que recebe de 1 a 2 salários mínimos, entre o qual cada um dos candidatos tem 45% das preferências. Já entre aqueles com renda familiar de no máximo 1 salário mínimo, Coser sai na frente, com 52%, e Pazolini é a opção de 40%. 

Ao observar as intenções de voto de acordo com a idade dos eleitores, Coser se destaca entre os mais jovens, enquanto Pazolini tem sido o preferido conforme aumenta a faixa etária. O petista ficou na frente do delegado entre o grupo de 16 a 24 anos, preferido por 52% a 42%. Entre aqueles que têm de 25 a 34 anos, Coser é a opção de 48% e Pazolini, de 40%. 

Já entre os eleitores que têm de 35 a 44 anos, Pazolini passa a levar a melhor, com 48% a 38%. O mesmo ocorre na faixa etária de 45 a 54 anos, em que ele registra 47% a 43%, e entre aqueles acima de 55 anos, em que alcança a maior vantagem, de 56% a 38%.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.