ASSINE

No ES, Doria elogia Casagrande: "Bolsonaro e a pandemia nos uniram"

Governador de São Paulo jantou com Renato Casagrande na sexta-feira (20) e participou de evento em Vitória em prol de sua candidatura como representante do PSDB nas eleições para a Presidência da República

Publicado em 21/08/2021 às 13h19
João Dória discursa no Centro de Convenções de Vitória
João Doria discursa no Centro de Convenções de Vitória. Crédito: Ricardo Medeiros

O governador de São PauloJoão Doria (PSDB), participou de um evento no Centro de Convenções de Vitória na manhã deste sábado (21) em prol de sua candidatura à Presidência da República. Doria é um dos quatro membros do partido que vão disputar, no 21 de novembro, as prévias para definir quem será o candidato do partido para o Planalto em 2022.

No Espírito Santo, Doria fez elogios ao governador Renato Casagrande (PSB), com quem jantou na Residência Oficial da Praia da Costa, na noite de sexta-feira (20). Segundo o governador paulista, a conversa foi amistosa, mas não foi fechado acordo sobre apoio mútuo entre ele e o socialista em 2022.

"O Renato é um grande governador, tem feito um bom trabalho no estado. O Bolsonaro e a pandemia nos uniram. Temos conversado muito e dividido nossas preocupações sobre o Brasil. Mas deixo para o PSDB do Espírito Santo decidir qual será o melhor caminho a seguir", afirmou.

Durante o discurso feito no Centro de Convenções de Vitória, feito para um público de apoiadores do PSDB, Doria fez críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O tucano tem buscado se colocar como um candidato de centro. Anunciado pelo locutor como "pai da vacina", por São Paulo ter largado na frente ao vacinar a primeira pessoa contra a Covid-19 no país, Doria disse que o Brasil não pode "nem ficar na mão de um psicopata negacionista e nem de um corrupto".

"Enquanto milhões morrem de Covid, o presidente brinca, andando de jet ski, de moto ou cavalo. O Brasil precisa de paz, não podemos viver nesta guerra entre extrema direita e extrema esquerda. Isso só leva ao que estamos vendo hoje, um caminho de tantas mortes. Trabalhei muito, nunca dependi de dinheiro de sindicato ou de partido. Ao contrário de Lula, não acho que os fins justificam os meios e não acho que roubar para fazer políticas para os mais pobres seja o caminho", disse, ao microfone.

Doria também esteve no Galpão das Paneleiras de Goiabeiras, em Vitória, e visitou a fábrica de chocolates da Garoto, em Vila Velha, na manhã deste sábado (21). Na sexta, ele ainda concedeu uma coletiva de imprensa e jantou com deputados e lideranças do PSDB no Espírito Santo. No final da manhã deste sábado, ele embarca para o Rio de Janeiro, onde continua em campanha pelas prévias do partido.

Correção

21 de Agosto de 2021 às 13:55

Na versão anterior desta reportagem, o verbo unir foi conjugado erroneamente no singular. A frase foi atualizada para forma correta:  No ES, Doria elogia Casagrande: "Bolsonaro e a pandemia nos uniram". 

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.