ASSINE

Hartung "deu" uma volta e meia na Terra com helicópteros da PM

Foram 281 viagens, com 66.860 quilômetros rodados, usando as aeronaves do Notaer

Publicado em 16/08/2018 às 07h56
Governador Paulo Hartung fala após acidente de helicóptero em Domingos Martins. Crédito: Reprodução
Governador Paulo Hartung fala após acidente de helicóptero em Domingos Martins. Crédito: Reprodução

Do início do mandato do governador Paulo Hartung (MDB) até o dia 15 de abril de 2018, foram realizadas 281 viagens institucionais pela governadoria, sendo 226 feitas pelo próprio emedebista e outras 55 realizadas para transportar o vice-governador, César Colnago (PSDB). As informações são da resposta parcial enviada pela Secretaria de Segurança Pública e, posteriormente, via Lei de Acesso à Informação (LAI) à reportagem do Gazeta Online

Foram pedidos o número de viagens, o gasto com elas, os locais de saída e os destinos, os passageiros a bordo das aeronaves, os modelos das aeronaves e o órgão a que elas pertencem. No entanto, o governo estadual informou apenas as datas, os destinos e as agendas que motivaram as viagens.

A agenda da maioria dos deslocamentos foi para a realização de inaugurações no interior do Estado, com 91 ocorrências; visitas a obras e instalações, com 72 casos; e reuniões com lideranças políticas e empresariais, com 17 ocorrências. Outra agenda recorrente nas viagens do governador feitas pelos helicópteros do Notaer são para velórios, com 17 casos.

Hartung usou uma aeronave, por exemplo, para viajar até Aracruz, onde participou de um evento de apresentação das contas do deputado estadual Erick Musso (PRB), em dezembro de 2017. Há ainda um deslocamento até Vargem Alta para a inauguração de um alambrado e um vestiário em um campo de futebol, na comunidade de Vila Maria.

O município mais visitado pelo governador nos primeiros 39 meses de governo foi Cachoeiro de Itapemirim, com 31 acionamentos no Notaer para idas até a cidade. Em seguida aparece Linhares, com 28 viagens; Colatina, com 26; Domingos Martins, com 25; e Aracruz, com 18 deslocamentos.

Traçando uma linha reta entre as rotas de sobrevoo das viagens da governadoria, foram percorridos 66.860 quilômetros de helicóptero, o que equivale a mais de uma volta e meia na circunferência da Terra, seguindo a Linha do Equador, de acordo com cálculos da reportagem.

O uso das aeronaves pelo emedebista corresponde a 12,48% das vezes em que os helicópteros levantaram voo do Quartel do Comando Geral (QCG) da Polícia Militar, em Maruípe. A maior parte das missões dos pilotos é destinada a operações policiais (41%), seguida de transportes aeromédicos (19%) e instruções de voo (15%).

A reportagem havia pedido, via Lei de Acesso à Informação, o custo dessas viagens, o que não foi informado. Baseado no modelo informado da aeronave que sofreu um acidente na última sexta (10), um AS 350 B2 de fabricação da Helibras, calculamos o consumo do helicóptero e o gasto mínimo com combustível para percorrer a distância registradas nas viagens do governador.

Modelo utilizado pelo governador no último dia 10, dia do acidente, era um AS 350 B2. Crédito: Marcelo Prest
Modelo utilizado pelo governador no último dia 10, dia do acidente, era um AS 350 B2. Crédito: Marcelo Prest

Considerando que a autonomia do tanque de 426 litros deste modelo pode chegar a 666 quilômetros percorridos e que o preço do querosene para aviação (QAV) no Aeroporto de Vitória é de R$ 2,15, a despesa em combustíveis pode ser estimada em R$ 92.246. Gastos com manutenção e da mão de obra envolvida nas operações de transporte não puderam ser calculadas.

Outra informação que foi omitida é a relação de passageiros nas viagens pagas com recursos públicos. A aeronave utilizada por Hartung na última sexta, por exemplo, comporta entre cinco e seis passageiros, segundo fichas técnicas do modelo.

A reportagem pediu à assessoria de imprensa da Secretaria de Governo, nesta quarta-feira (15), a metodologia utilizada para decidir o acionamento dos helicópteros do Notaer. Até o fechamento desta reportagem não houve retorno da demanda.

VEJA A TABELA DAS VIAGENS REALIZADAS DESDE 2015

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.