ASSINE

Entidades de jornalismo lamentam morte de Cariê Lindenberg: "Defensor da liberdade"

Associações, como ANJ e Abert, lamentam a morte do fundador da Rede Gazeta e exaltam a atuação dele no ramo da comunicação

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 06/04/2021 às 17h59
Café, Carlos Alberto Fante e Cariê em 1999
Café, Carlos Alberto Fante e Cariê em 1999. Crédito: Edson Chagas

A morte de Carlos Fernando Lindenberg Filho, o Cariê, na madrugada desta terça-feira (6), foi lamentada por entidades ligadas ao jornalismo e às empresas de comunicação. Associações nacionais e estaduais demonstraram pesar por meio de notas e publicações em redes sociais. Fundador da Rede Gazeta, Cariê teve destaque pela atuação no campo do jornalismo e da comunicação.

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) enviou uma nota de pesar em que o presidente da entidade, Flávio Lara Resende, destaca que Cariê foi um "ferrenho defensor do jornalismo e da liberdade de expressão". "Foi o fundador da Rede Gazeta, principal conglomerado de comunicação capixaba, imprimindo uma marca de modernização e qualidade aos veículos do grupo, exemplo para todas as empresas do setor", diz o texto.

"Empresário visionário, Cariê deixa ainda um rico legado para a radiodifusão nacional, com a criação de rádios e emissoras regionais em Cachoeiro de Itapemirim, Linhares e Colatina", ressaltou, ainda, Resende.

Tendo a Rede Gazeta em seu quadro de associados desde 1979, a Associação Nacional de Jornais (ANJ) também manifestou seu lamento. Na nota enviada a A Gazeta, a entidade aponta que Cariê "nos enriqueceu com seu carisma e entusiasmo, sempre comprometido com a missão jornalística de informar com profissionalismo e qualidade".

"A ANJ e o jornalismo brasileiro devem muito a Cariê. Aos familiares e a toda equipe de A Gazeta, nossa solidariedade e carinho. Que o jornalismo siga cumprindo sua missão, tendo Carlos Fernando Lindenberg Filho como uma de suas referências", finaliza.

Cariê Lindenberg no comando da Rede Gazeta

Café e Cariê Lindenberg observam máquinas em ação no parque gráfico do Jornal A Gazeta, em 1999
Café e Cariê Lindenberg observam máquinas em ação no parque gráfico do Jornal A Gazeta, em 1999 . Acervo A Gazeta
 Diretoria da Rede Gazeta recebe exemplares de Jornais históricos de A Gazeta, em 1987
Diretoria da Rede Gazeta recebe exemplares de Jornais históricos de A Gazeta, em 1987. Nestor Muller
Carlos Fernando Lindenberg Filho (Cariê) assina o contrato de compra da impressora de A Gazeta em 1996
13-10-1996 - Carlos Fernando Lindenberg Filho (Cariê) assinando o contrato de compra da impressora - Foto Gildo Loyola. Gildo Loyola
Carlos Fernando Lindenberg Filho (Cariê) recebe comenda no Palácio Anchieta, em 1979
Carlos Fernando Lindenberg Filho (Cariê) recebe comenda no Palácio Anchieta, em 1979. Acervo A Gazeta
Carlos Fernando Lindenberg Filho (Cariê) durante entrevista na TVE em 1996
12-085-1996 - Carlos Fernando Lindenberg Filho (Cariê) durante entrevist na TVE - Foto Carlos A. Silva-SECOM. Carlos Alberto Silva
Cariê (primeiro à esquerda) na Comissão O Espirito na Constituinte, reunida na Rede Gazeta em 1985
Cariê (primeiro à esquerda) na Comissão O Espirito na Constituinte, reunida na Rede Gazeta em 1985 . José A. Magnago / Arquivo AG
Cariê (primeiro à esquerda) na Comissão O Espirito na Constituinte, reunida na Rede Gazeta em 1985
Cariê (primeiro à esquerda) na Comissão O Espirito na Constituinte, reunida na Rede Gazeta em 1985
Cariê (primeiro à esquerda) na Comissão O Espirito na Constituinte, reunida na Rede Gazeta em 1985
Cariê (primeiro à esquerda) na Comissão O Espirito na Constituinte, reunida na Rede Gazeta em 1985
Cariê (primeiro à esquerda) na Comissão O Espirito na Constituinte, reunida na Rede Gazeta em 1985
Cariê (primeiro à esquerda) na Comissão O Espirito na Constituinte, reunida na Rede Gazeta em 1985

ENTIDADES DO ES LAMENTAM

Instituições que representam a categoria no Espírito Santo também se posicionaram. A Associação de Jornais e Revistas do Interior do Espírito Santo (ADJORI-ES) deixaram uma imagem de apoio e conforto aos familiares e amigos do ex-diretor do conselho administrativo da Rede.

Nota de Pesar ADJORI-ES
Nota de Pesar ADJORI-ES. Crédito: ADJORI-ES

O Sindicato dos Jornalistas do Espírito Santo (SindijornalistasES) manifestou pesar em uma publicação nas redes sociais. Na postagem, a entidade ressalta que Cariê "renovou os meios de comunicação no Espírito Santo com a implantação da TV Gazeta, em 1975, que resultou no maior complexo jornalístico do Estado". 

Relata, ainda, que o relacionamento amigável que o fundador mantinha com os jornalistas "sempre resultou na aprovação de acordos favoráveis à categoria, mantendo um relacionamento cordial desde a fundação do sindicato em 1979".

Rede Gazeta Cariê Lindenberg jornalismo Liberdade de expressão Liberdade de Imprensa

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.