ASSINE

Assembleia Legislativa do ES volta a ter sessões remotas até dia 31

Novas medidas restritivas foram anunciadas durante a sessão desta quarta-feira (17) pelo presidente Erick Musso (Republicanos)

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 17/03/2021 às 15h08
Sede da Assembleia Legislativa do Espírito Santo
A Assembleia Legislativa do ES ficará de portas fechadas ao público a partir desta quinta-feira (18). Crédito: Carlos Alberto Silva

A partir desta quinta-feira (18) a Assembleia Legislativa do Espírito Santo estará de portas fechadas. Durante a quarentena no Estado, anunciada pelo governador Renato Casagrande (PSB) na terça-feira (16), apenas o expediente administrativo continuará presencial, com número reduzido de servidores em regime de escala. Os gabinetes dos deputados serão fechados para atendimento ao público e tanto as reuniões de comissões quanto as sessões plenárias voltam a ser feitas virtualmente. 

As medidas foram anunciadas pelo presidente da Casa, Erick Musso (Republicanos), durante a sessão desta quarta-feira (17) e tem validade até o dia 31, quando acaba o prazo de quarentena estabelecido pelo governo estadual. Musso participou da coletiva de imprensa de Casagrande, onde adiantou que a Casa voltaria ao "serviço remoto". 

"A partir de amanhã (18), a sede da Assembleia Legislativa vai ficar fechada. Vai funcionar somente parte administrativa, com número reduzido de servidores, no máximo cinco ou 10 em cada setor, em regime de escala, para não parar a parte administrativa, no que tange a contratos, pagamentos, etc. Gabinetes serão fechados, sessões voltam a ser virtuais e vamos até o dia 31 adotar esse regime e analisar passo a passo. Se tiver outras medidas, vou avisar os colegas", pontuou o republicano.

No ano passado, as sessões se tornaram exclusivamente virtuais no dia 27 de março, mas desde o dia 14 de setembro os parlamentares passaram a adotar o modelo híbrido, ou seja, com a participação presencial e virtual dos deputados. A recomendação era que deputados que integram o grupo de risco continuassem virtualmente. Alguns mais idosos, no entanto, foram pessoalmente ao plenário durante esse período, principalmente no dia da eleição da Mesa Diretora, em 1º de fevereiro, momento que ficou marcado por abraços e muita proximidade entre os parlamentares.

Com o aumento do número de casos e a sobrecarga do sistema capixaba de saúde, o governador se reuniu com os chefes de Poderes para discutir as medidas a serem tomadas, as quais chamou de "pacto pela vida". Com o gatilho de mais de 90% dos leitos de UTI ocupados no Estado, foi anunciada uma quarentena até o dia 31 de março. A medida coloca o Estado de volta no cenário de mais restrições a atividades econômicas e sociais. 

As medidas serão publicadas no Diário do Poder Legislativo ainda nesta quarta-feira (17), com mais detalhes sobre o que será adotado. Além da Assembleia, o Tribunal de Justiça e o Ministério Público do Estado também vão retomar as medidas de prevenção. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Assembleia Legislativa do ES Quarentena no es

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.