ASSINE

Polícia descobre furto de energia em escola pública de Itapemirim

Após denúncias, a perícia da Polícia Civil e funcionários da concessionária de energia elétrica descobriram o crime nesta terça-feira (8) na Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental (Emeief) Madalena Pisa, localizada em Itaipava

Publicado em 08/12/2020 às 18h56
PC recebeu denuncia de crime em escola municipal de Itapemirim
PC recebeu denuncia de crime em escola municipal de Itapemirim. Crédito: Divulgação/Polícia Civil

Uma escola municipal de Itapemirim, no Litoral Sul do Espírito Santo, teve o relógio de energia elétrica desligado após a Polícia Civil descobrir haver no local um furto de energia na manhã desta terça-feira (8). O crime foi descoberto devido a uma denúncia. Segundo o delegado Djalma Pereira Lemos, o caso está em investigação. Ninguém foi preso.

De acordo com o delegado, uma empresa de construção civil – contratada pela prefeitura para construção da unidade em 2018 – foi notificada pela concessionária sobre débitos em conta de energia fornecida à Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental (Emeief) Madalena Pisa, em Itaipava, na cidade de Itapemirim. A empresa desligou a conta, mas o relógio e o lacre de segurança estavam violados.

“A escola foi encontrada toda acessa. A direção da escola e a secretária municipal de Educação foram acionadas no momento em que os técnicos da concessionária constataram o crime de furto de energia, pois o relógio seria retirado e poderiam se perder alimentos possivelmente estocados. Agora o caso será apurado. Outra unidade também foi denunciada e a operação continua”, informou Djalma Pereira Lemos.

O delegado informou que no momento da operação a instituição de ensino estava fechada e não havia funcionários trabalhando no local.

Polícia descobre furto de energia em escola de Itapemirim. Crédito: Divulgação/ Polícia Civil
Polícia descobre furto de energia em escola de Itapemirim. Crédito: Divulgação/ Polícia Civil

O QUE DIZ A PREFEITURA

Procurada pela reportagem de A Gazeta para se pronunciar sobre o ocorrido, a Prefeitura de Itapemirim se manifestou por nota informando que o "prefeito Thiago Peçanha desconhece qualquer tipo de ato de irregularidade nas instalações elétricas dos prédios".

Ainda de acordo com a nota, os servidores do departamento de eletrificação da prefeitura foram todos exonerados recentemente e uma nova equipe assumiu o setor. Por fim, a administração municipal afirmou que os fatos serão apurados e que, caso seja necessário, abrirá um processo administrativo para investigar o caso.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.