ASSINE

Motorista detido no ES tinha R$ 410 mil no carro e será investigado pela PF

Vídeo mostra momento em que policiais rodoviários federais encontraram a quantia em um fundo falso no veículo, na BR 101, em Aracruz, nesta quinta-feira (19)

Vitória
Publicado em 20/08/2021 às 16h07
PRF apreende R$ 410 mil durante fiscalização em Aracruz
PRF apreende R$ 410 mil durante fiscalização em Aracruz. Crédito: Divulgação | Polícia Rodoviária Federal do Espírito Santo

Um motorista de 43 anos foi detido nesta quinta-feira (19) carregando, escondida no próprio carro, uma quantia contabilizada em R$ 410 mil em espécie. O homem foi abordado durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR 101, em Aracruz. Segundo a Polícia Federal, o suspeito prestou depoimento na superintendência do órgão na mesma noite, mas foi liberado por falta de elementos legais suficientes no momento. Ele será investigado pela PF por lavagem de dinheiro.

Em nota enviada à reportagem de A Gazeta, a Polícia Federal informou que os policiais rodoviários federais perceberam que, durante a abordagem, o condutor do veículo demonstrava certo nervosismo, mão trêmulas e respostas confusas. Após consultas aos bancos de dados oficiais, foi constatado que o condutor possuía registros criminais por roubo, porte irregular de arma de fogo e tráfico de drogas.

PRF apreende R$ 410 mil durante fiscalização em Aracruz

Diante da situação e da inconsistência das respostas do condutor, os policiais decidiram realizar uma busca no veículo e localizaram um fundo falso de metal com dispositivo de trava eletrônica, onde estava escondida a quantia apreendida. Após a descoberta do compartimento e do dinheiro, o condutor informou que não era o dono do carro.

Aos policiais, o suspeito alegou que lhe entregaram o veículo em Vila Velha para ele seguir viagem até Linhares e, depois, ao devolver o veículo na Serra, iria receber a quantia de R$ 3 mil pelo serviço. Ele não soube informar a procedência do dinheiro. Após prestar depoimento na Superintendência de Polícia Federal, o motorista foi liberado por falta de elementos legais suficientes no momento. Entretanto, uma investigação por lavagem de dinheiro será conduzida na sequência.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.