ASSINE

Excesso de velocidade rende 23 multas por hora no ES

Foram 99 mil autuações no Estado entre janeiro e junho

Publicado em 09/07/2019 às 21h58
Carros  em alta velocidade na Avenida Fernando Ferrari, em Vitória: tipo de infração está no topo do ranking de multas no Estado. Crédito: Fernando Madeira
Carros em alta velocidade na Avenida Fernando Ferrari, em Vitória: tipo de infração está no topo do ranking de multas no Estado. Crédito: Fernando Madeira

A desatenção, a vontade de chegar mais rápido ao destino e o desrespeito às leis de trânsito resultaram em mais de 99,1 mil multas por excesso de velocidade nas ruas, avenidas e rodovias do Estado. Ou seja, uma média de 23 por hora. Os dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES) são referentes aos primeiros seis meses deste ano.

Os números são a soma de dois tipos de infração relacionadas à alta velocidade que estão no Código de Trânsito Brasileiro: transitar em velocidade 20% acima da máxima permitida e de 20% a 50% a mais (veja no box abaixo os tipos de multas existentes). Elas ocupam o primeiro e o segundo lugar da lista das cinco infrações mais cometidas no Estado em todas as vias, seja rua, avenida ou rodovia.

Além delas, estão no ranking estacionamento irregular, dirigir sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e falta de licenciamento (leia mais na página 4).

Para o diretor-geral do Detran-ES, Givaldo Vieira, o excesso de velocidade está relacionado a um comportamento generalizado de desrespeito às regras de trânsito. “Há uma cultura de uma geração, de um público mais jovem e do sexo masculino, que forma vínculo afetivo com o veículo e que compreende a velocidade como um sentimento de aventura”, diz. Somado a isso, segundo o diretor, está a sensação de impunidade.

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Valdo Lemos diz que essa também é a infração mais comum cometida nas rodovias federais. “O grande problema nesses casos é que, quanto maior a velocidade, menor é o tempo de reação no caso de acontecer qualquer problema: um animal na pista, um veículo, um pedestre atravessando. Em condições de chuva, por exemplo, esse comportamento é ainda mais grave”, diz.

O excesso de velocidade é a segunda maior causa de mortes nas rodovias federais, segundo dados a PRF de 2018. Entre janeiro e maio deste ano, nove pessoas morreram e 67 ficaram feridas nas BRs por conta do excesso de velocidade. Já em todo o ano passado, o desrespeito à velocidade da via tirou a vida de 23 pessoas e deixou 278 feridas.

Segundo um estudo feito Confederação Nacional do Transporte, a qualidade das vias também contribui para esse tipo de infração. A análise mostrou que, quanto melhor a condição do asfalto, maior a tentação de pisar fundo no acelerador. A PRF no Estado já registrou motoristas trafegando na BR 101 a 180 km/hora em trecho onde a velocidade máxima permitida é de 80 km/h.

O diretor-geral do Detran-ES informou que o órgão está investindo em educação para o trânsito e em mais fiscalização para minimizar o problema. “Lançamos recentemente o programa Força Pela Vida, que tem estratégias voltadas para fiscalizar em parceria com outros órgãos, mas também educar”, diz. O órgão anunciou que vai treinar 150 servidores para trabalharem como agentes de trânsito.

MULTAS

Por velocidade

Infração média

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%

Valor: R$ 130,16.

Infração grave

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%

Valor: R$ 195,23.

Infrações que acarretam suspensão da carteira

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50%

Valor: R$ 880.41. Além da multa há a suspensão imediata do direito de dirigir e apreensão do documento de habilitação.

A Gazeta integra o

Saiba mais
trânsito

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.