ASSINE

Danos ambientais: Condema mantém multa milionária da ArcelorMittal

Multas somam cerca de R$ 34 milhões; Arcelor disse que só vai se posicionar após ser notificada oficialmente

Publicado em 03/12/2018 às 19h36
Penalidades foram aplicadas após constatação de altos níveis de pó preto emitido pelas empresas. Crédito: Diego Alves
Penalidades foram aplicadas após constatação de altos níveis de pó preto emitido pelas empresas. Crédito: Diego Alves

O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Condema) decidiu nesta segunda-feira (3), por meio de uma reunião, por manter as multas que somam R$ 34.236.715,96 milhões aplicadas pela Prefeitura de Vitória à ArcelorMittal por conta da emissão de pó preto e danos ambientais na capital.

A decisão foi tomada por meio de uma votação em segunda instância a favor da manutenção dos cinco autos de infração aplicados pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam) à siderúrgica.

Ao total, foram 13 votos a favor da manutenção das multas e apenas um voto contrário, que foi do conselheiro Paulo César Siqueira Silva, representante da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) que, por sorteio, ficou de analisar a situação da empresa e propôs a nulidade dos autos.

A reportagem do Gazeta Online acionou a ArcelorMittal Tubarão, que informou que só vai se pronunciar após ser notificada oficialmente sobre a decisão.

OBRAS PARA REDUÇÃO DO PÓ PRETO JÁ COMEÇARAM

Para minimizar um dos maiores dramas que incomodam os capixabas da Grande Vitória, a poluição pelo chamado pó preto, a mineradora Vale anunciou uma série de investimentos que serão feitos até 2023 a fim de reduzir os impactos ambientais causados pelas operações da empresa.

Os investimentos feitos pela Vale fazem parte de um Termo de Compromisso Ambiental (TCA) para diminuir a poluição causada pela mineradora. O termo foi assinado em setembro pelas empresas Complexo de Tubarão, pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Seama), Iema, e pelos ministérios públicos Federal e do Estado (MPF e MPES) e estabeleceu prazos para o cumprimento das metas que vão ajudar a reduzir na emissão do pó preto na Grande Vitória em até cinco anos.

A Gazeta integra o

Saiba mais
dinheiro espírito santo vitória ArcelorMittal espírito santo vitória

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.