ASSINE

Vendaval pode derrubar caixa-d'água em condomínio na Serra, diz Crea-ES

Segundo o presidente do órgão, se a estrutura estiver cheia, ventos acima de 85km por hora aliados aos problemas encontrados na torre podem provocar desabamento

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/02/2021 às 15h37
Residencial Top Life Cancún na Serra. A caixa d'água do condomínio corre o risco de desabar.
Residencial Top Life Cancun na Serra: segundo o Crea, a caixa d'água do condomínio corre o risco de desabar. Crédito: Ricardo Medeiros

Em uma semana de tempo instável no Espírito Santo, o temor dos moradores do condomínio Top Life Cancun, na Serra, de que a caixa-d’água do residencial desabe, ganha ainda mais razão de existir. De acordo com o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES), Jorge Silva, a julgar pelos problemas encontrados, um vendaval poderia derrubar facilmente a estrutura.

“Essa caixa-d’água está totalmente danificada. É um absurdo. Ferrugem por todo lado, oxidação por todo lado, soldas feitas de qualquer forma. Temos a questão de início de flambagem. Não podemos descartar a possibilidade de tombamento dessa caixa-d’água”, afirmou Silva, que fez o alerta:

Jorge Silva

presidente do Crea-ES

"Hoje, se ela for cheia por completo e houver um vendaval, um vento acima de 85km por hora, vamos ter um acidente"

A caixa-d’água do residencial apresentou um amassado na terça-feira (16) e os moradores saíram de casa temendo o desabamento, como ocorreu no Residencial São Roque, em Cariacica, em dezembro passado. O acidente levou à morte de um trabalhador e deixou diversas famílias desalojadas.

Segundo Silva, a empresa que forneceu a estrutura tem atuado de forma "clandestina" no Estado e será autuada pelo órgão por não estar registrada junto ao Crea-ES. Uma empresa sediada em Jacaraípe que realizou a manutenção da caixa-d’água também será autuada pela falta de registro junto ao Conselho, por não possuir responsável técnico em seus quadros, e por não ter feito anotação de responsabilidade técnica sobre os serviços que prestaram.

Uma terceira empresa, que prestou serviços na área de conservação para atender às exigências do Corpo de Bombeiros, também será autuada por falta de registros.

Os problemas na estrutura não são novos. Na terça (16), o síndico do empreendimento, Luiz Cláudio Almeida, contou que um serviço de manutenção vinha sendo realizado há alguns meses, uma vez que, em janeiro de 2020, moradores perceberam problemas no funcionamento do sistema.

“Eu mandei um e-mail para a MRV, a construtora, mas eles alegaram que já estava fora da garantia, então negaram a manutenção”, contou. “A gente descobriu um problema em janeiro do ano passado e aí, com essa resposta da construtora, orçamos e fizemos o serviço com outra empresa.”

Segundo o presidente do Crea-ES, a situação já estava no radar do órgão desde o ano passado.

“A garantia dessa caixa d'agua é de agosto de 2020. Através de um trabalho investigativo, houve um laudo feito em julho, praticamente um mês antes de terminar essa garantia, já mostrando uma série de problemas nessa caixa-d’água. Vamos responsabilizar essa empresa de São Paulo e quem mais de direito com relação a essa questão.”

ENTENDA O CASO

Caixa d’água ameaça tombar e Defesa Civil isola área de prédio na Serra
Caixa d’água ameaça tombar e Defesa Civil isola área de prédio na Serra. Crédito: Internauta/A GAZETA

Na tarde de terça-feira (16), moradores repararam que a estrutura que armazena a água dos condôminos ficou danificada e decidiram sair do prédio por precaução, temendo que a situação se tornasse parecida com a do Residencial São Roque, em Cariacica, onde uma pessoa acabou morrendo, em dezembro passado, após o desabamento de duas torres-d’água.

Uma moradora de um dos prédios, que foi entregue em 2016, disse que o problema começou a ficar perceptível por volta das 14h30 de terça (16) e que uma obra recente pode ter desencadeado o "amassado".

"Recentemente, depois de muitas reclamações de a água estar muito quente, uma empresa veio para fazer umas aberturas como se fossem janelinhas em alguns pontos do castelo-d'água. Estão dizendo que é numa janelinha dessa que começou o problema", relatou.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Serra serra Condomínio Crea-ES

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.