ASSINE

Vítima de acidente em Ibatiba, comerciante voltava para conhecer o 1° neto

Lourival Fernandez, conhecido como "Camelo" retornava de Venda Nova do Imigrante para Ibatiba. Horas antes, a filha dele dava à luz a Davi. Ele estava de carona em um dos caminhões envolvidos na batida desta quinta (19)

Tempo de leitura: 2min
Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 20/05/2022 às 13h23
Ibatiba
Lourival morreu no acidente ocorrido na BR 262, em Ibatiba, no dia em que o primeiro neto dele nasceu. Crédito: Arquivo pessoal

Morreu a segunda vítima do trágico acidente envolvendo uma carreta e três caminhões ocorrido na tarde desta quinta-feira (19), na BR 262, em Ibatiba, na Região do Caparaó. O comerciante Lourival Fernandez havia sido socorrido e levado para o Hospital Padre Máximo, em Venda Nova do Imigrante, porém não resistiu aos ferimentos. O homem era dono de um bar no município e muito querido na cidade. Além dele, outra pessoa faleceu no local da batida, segundo a Polícia Rodoviária Federal

Lourival era uma das quatro pessoas socorridas na operação de resgate que contou com muitas ambulâncias do Samu e também do Corpo de Bombeiros de Iúna, também no Caparaó capixaba.

Pelas redes sociais, familiares e amigos da família lamentaram a perda repentina de Lourival, também conhecido por "Camelo", apelido que, inclusive, dava nome ao estabelecimento dele em Ibatiba. A morte precoce chocou ainda mais aos moradores devido à triste coincidência envolvendo a data.

Amigos da família relataram que o comerciante voltava de Venda Nova do Imigrante, de carona em um dos caminhões que se envolveram na colisão.

Acidente com morte interdita totalmente a BR 262, em Ibatiba
Uma carreta e três caminhões se envolveram na trágica batida ocorrida nesta quinta-feira (19), segundo a PRF. Crédito: Reprodução

Enquanto estava na estrada, a filha dele, Alciniane, entrava em trabalho de parto no hospital para dar à luz a Davi. O comerciante retornava a Ibatiba para conhecer o primeiro neto dele, porém acabou morrendo justamente no dia do nascimento do netinho, em questão de horas.

Além de Alciniane, Lourival também era pai de Henrique Fernandez. Nas redes sociais, o jovem fez uma homenagem a ele, a quem se referiu como "meu eterno camisa 10", e comentou sobre a fatalidade na família. Antes, ele esteve no hospital acompanhando o nascimento do sobrinho.

Henrique confirmou que o velório do pai ocorrerá neste sábado (21), a partir das 8h, na Capela do Centro da cidade.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.