ASSINE

Pilotos vão espalhar 300 mil sementes em campeonato de parapente no ES

Iniciativa vai acontecer entre os próximos dias 27 e 29 de maio; estimativa é gerar, em até sete anos, cerca de 9 mil palmeiras-juçaras adultas

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 26/05/2022 às 19h48
A palmeira juçara é uma espécie nativa da Mata Atlântica e, por isso, é indicada para a região do Vale da Cachoeira Alta, em Alfredo Chaves
Palmeira-juçara é uma espécie nativa da Mata Atlântica, por isso é indicada para a região do Vale da Cachoeira Alta, em Alfredo Chaves. Crédito: Divulgação | Incaper

Esporte e sustentabilidade de mãos dadas: cerca de 300 mil sementes de palmeira-juçara serão espalhadas por pilotos de parapente durante a disputa da 4ª etapa do Campeonato Capixaba, que acontecerá entre esta sexta-feira (27) e o próximo domingo (29), em Alfredo Chaves, na Região Serrana do Estado.

Nativas da região, as sementes serão jogadas sobre o vale da Cachoeira Alta, por já ser uma área com mata mais densa, propiciando a germinação da espécie, que depende da sombra para germinar. A expectativa é que a iniciativa dê origem a cerca de nove mil plantas adultas nos próximos sete anos.

Marcelo Ladeia

Extensionista do escritório do Incaper em Alfredo Chaves

"Os voos ocorrem, em média, a 500 metros de altura. A previsão é que sejam feitos mais de 200 voos na competição e que cada piloto saia com 1 kg de semente"

Todas as sementes foram doadas pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), após um pedido da organização do evento. Elas foram disponibilizadas graças à parceria com a agroindústria de Rio Novo do Sul, que faz o processamento dos grãos da palmeira-juçara.

"A ação visa o enriquecimento florestal e propicia a exploração do fruto, com propriedades nutricionais muito benéficas à nossa saúde. Essa planta também é uma importante ferramenta ambiental por reter bastante água da chuva nos lençóis freáticos", afirmou o extensionista Marcelo Ladeia, do Incaper.

Além disso, ele explicou que a palmeira-juçara pode trazer renda para as famílias no futuro. "O fruto é muito bem aceito no mercado. A legislação do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) prevê que só um cacho deve ser deixado para alimentação dos animais e disseminação da espécie", disse.

200 kg

É a quantidade de sementes de palmeira-juçara que será despejada em vale de Alfredo Chaves

À frente da organização da 4ª etapa do Campeonato Capixaba de Parapente de 2022, o piloto Rodolpho Calvalini afirmou que a iniciativa é uma espécie de "segunda edição" de uma ação adotada há cerca de 20 anos, que também aconteceu na região do vale da Cachoeira Alta.

"Fizemos aqui o voo ecológico e decidimos repetir porque foi um sucesso. Até agora, nós temos 110 pilotos inscritos, mas a expectativa é que tenhamos mais de 200 e que todos soltem sementes", disse. Segundo ele, o evento é aberto ao público, mas o acesso à rampa será restrito até as 10h de cada dia.

Este vídeo pode te interessar

Veja também

A Gazeta integra o

Saiba mais
Incaper Meio Ambiente IDAF Parapente Mata Atlântica

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.