ASSINE

Ossada encontrada em cachoeira é de lutador desaparecido no ES

Após dois meses e meio, a família recebeu a confirmação que a ossada encontrada é de Felippe Gussão, desaparecido no dia 12 de abril deste ano, enquanto mergulhava na Cachoeira do Bambuzal

Cachoeiro de Itapemirim
Publicado em 05/10/2021 às 11h44
Felippe Gussão, de 32 anos, desapareceu após mergulhar na Cachoeira do Bambuzal, em Castelo, na segunda-feira (12)
Cachoeira do Bambuzal, onde Felippe desapareceu. Crédito: Divulgação | Secretaria de Segurança Pública (SESP)

A família de Felippe Gussão, desparecido no dia 12 de abril deste ano, enquanto mergulhava na Cachoeira do Bambuzal, em Castelo, no Sul do Espírito Santo, confirmou que a ossada encontrada há 77 dias na cachoeira, é do lutador de jiu-jítsu, de 32 anos. A identificação foi feita pelo Departamento Médico Legal (DML), de Vitória.

A notícia foi dada pelos familiares em redes sociais e confirmada pela mãe de Felippe, Luciana Gussão. “É com grande pesar que comunicamos que o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória confirmou positivo para a ossada encontrada na Cachoeira do Bambuzal, sendo como a de Felippe Gussão. Por ora, pedimos a compreensão e respeito de todos”, diz parte da postagem da família.

Após dois meses e meio que a ossada foi encontrada, a família recebeu a confirmação que é de Felippe Gussão, desaparecido no dia 12 de abril deste ano, enquanto mergulhava na Cachoeira do Bambuzal
Publicação da família em redes sociais. Crédito: Redes Sociais

A ossada deve ser liberada para o sepultamento nos próximos dias. O lutador será enterrado em Castelo, onde morava.

O DESAPARECIMENTO

felippe gussao afogado castelo
Felippe Gussão, 32 anos. Crédito: arquivo pessoal

O jovem de Castelo, Felippe Gussão, 32 anos, desapareceu no dia 12 de abril, enquanto tomava banho na cachoeira do Bambuzal, em Castelo. O jovem era muito conhecido na região, principalmente entre os praticantes de jiu-jítsu, esporte que era adepto e participava de diversas competições no Estado.

De acordo com amigos próximos a Felippe, ele e um grupo de praticantes de jiu-jítsu de Castelo foram para a cachoeira do Bambuzal após um treino. Por volta do meio-dia, o jovem teria entrado na cachoeira e, de acordo com amigos, foi arrastado pela correnteza e não voltou mais.

OSSADA ENCONTRADA

Uma ossada humana foi encontrada na Cachoeira do Bambuzal, no município de Castelo, no Sul do Espírito Santo, no dia 17 de julho. O local é o mesmo onde Felippe Gussão desapareceu. O Corpo de Bombeiros, que fez o resgate, informou que a equipe desceu por uma ribanceira até chegar às margens do rio e, com o uso de lanternas, conseguiram avistar parte dos restos mortais. Uma peça de roupa também estava junto à ossada.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Bombeiros Castelo cachoeira castelo ES Sul

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.