ASSINE

Ossada é encontrada em cachoeira onde lutador desapareceu em Castelo

Junto aos restos mortais, o Corpo de Bombeiros informou que também havia uma peça de roupa. Local é o mesmo onde o lutador de jiu-jitsu Felippe Gussão, de 32 anos, desapareceu após mergulhar na Cachoeira do Bambuzal em abril deste ano

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 19/07/2021 às 12h45
Felippe Gussão, de 32 anos, desapareceu após mergulhar na Cachoeira do Bambuzal, em Castelo, na segunda-feira (12)
Cachoeira de Bambuzal, em Castelo (ES). Crédito: Divulgação | Secretaria de Segurança Pública (SESP)

Uma ossada humana foi encontrada na Cachoeira do Bambuzal, no município de Castelo, no Sul do Espírito Santo, neste sábado (17). O local é o mesmo onde desapareceu o lutador de jiu-jitsu Felippe Gussão, de 32 anos, no dia 12 de abril deste ano.

Corpo de Bombeiros informou que foi acionado para uma ocorrência de encontro de cadáver na zona rural de Castelo e que o solicitante disse ter visualizado uma ossada, aparentemente humana, na Cachoeira do Bambuzal.

No local, os Bombeiros desceram por uma ribanceira até chegar às margens do rio e, com o uso de lanternas, conseguiram avistar parte dos restos mortais. Em seguida, a equipe iniciou o trabalho de recolhimento da ossada e de uma peça de roupa que estava junto. O material foi entregue à Polícia Civil, que registrou o caso como encontro de cadáver.

A ossada foi recolhida por uma funerária e encaminhada para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para ser identificada e para ser feito o exame cadavérico que irá identificar a causa da morte.

Segundo a Polícia Civil, a legislação  prevê que o prazo para sair laudo cadavérico é de 10 dias, podendo ser prorrogado por igual período. Já o exame laboratorial de DNA pode demorar 30 dias para ficar pronto.

Os Bombeiros informaram ainda que foi retirada parte da caixa torácica, da coluna vertebral e parte de um membro inferior. Segundo a corporação, a roupa encontrada junto à ossada foi reconhecida por familiares de Felippe Gussão, que estiveram no local.

DESAPARECIMENTO DE ATLETA

felippe gussao afogado castelo
Felippe Gussão, 32 anos, desapareceu no dia 12 de abril deste ano. Crédito: arquivo pessoal

O jovem Felippe Gussão, de 32 anos, desapareceu no dia 12 de abril deste ano enquanto tomava banho na Cachoeira do Bambuzal, em Castelo. Ele é muito conhecido na região, principalmente entre os praticantes de jiu-jítsu, esporte que pratica, com participação em diversas competições no Estado.

Na ocasião, os amigos de Felippe contaram que ele e um grupo de praticantes de jiu-jítsu de Castelo foram para a cachoeira após um treino. Por volta do meio-dia, o jovem teria entrado na cachoeira e, de acordo com amigos, foi arrastado pela correnteza e não voltou mais. Bombeiros fizeram buscar no local, mas nada foi encontrado.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Bombeiros Castelo Polícia Civil castelo desaparecidos

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.