ASSINE

Do lixo ao jardim: casal transforma terreno baldio no ES

Maria de Lurdes Peruzzo Lovatti e Jerônimo Lovatti plantaram flores e plantas no local, que agora enche os moradores do bairro de orgulho

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 24/02/2022 às 08h25
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim. Crédito: Divulgação/ PMAC

Um casal de aposentados de Alfredo Chaves, na Região Serrana do Espírito Santo, preocupado com o acúmulo de lixo em um lote, resolveu colocar a “mão na massa” e transformar a realidade do local. No lugar do ponto viciado de lixo, plantaram flores e plantas, o transformando em um jardim.

De acordo com a prefeitura, a iniciativa foi dos aposentados Maria de Lurdes Peruzzo Lovatti e Jerônimo Lovatti. O lote baldio fica no bairro Imigrantes, o mesmo onde mora o casal. Segundo os dois, todo o tipo de lixo era jogado ali: plásticos, ferro, restos de madeiras e ainda descartes de embalagens vazias que atraíam insetos e cachorros que reviravam o lixo, piorando ainda mais a situação.

“Quem me conhece sabe que sou uma pessoa muito organizada e cuidadosa. E os lixos acumulados aqui sempre me incomodaram muito, ao ponto de até discutir com vizinhos, porque já chamei atenção quando vi jogando. Aí veio a pandemia, tivemos que ficar em casa e logo comecei a cuidar, recolher o lixo e capinar o mato", afirmou a aposentada.

"Resolvi plantar onze-horas (planta) de várias cores, gostei de ver as florzinhas e me empolguei (risos). Eu e meu marido fomos variando as plantas, comprando folhagens, outras mudinhas e, quando vimos, já estava assim, todo florido”, comemorou Maria de Lurdes Peruzzo.

Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim

Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim. Divulgação/ PMAC
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim. Divulgação/ PMAC
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim. Divulgação/ PMAC
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim. Divulgação/ PMAC
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim. Divulgação/ PMAC
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim. Divulgação/ PMAC
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim. Divulgação/ PMAC
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim
Casal de Alfredo Chaves transforma ponto viciado de lixo em jardim

O casal explicou que compra esterco para adubar as plantas e ainda conta com a parceria de um vizinho que cede água e mangueira para molhar o jardim. “A gente molha a horta dele, as árvores do lote dele e depois molhamos o jardim”, destacou a idosa.

PLACAS

Para evitar que desavisados insistam em jogar lixo, Maria colocou algumas placas de proibição. “Um dia desses alunos jogaram papel de picolé aqui. Pedi a eles o favor de recolher e ainda comentei que aquela não era uma atitude que se aprende na escola”, confessou.

ORGULHO DOS MORADORES

A paisagem que se formou no local tem enchido os moradores de orgulho e chamado atenção das pessoas que passam pela rua. Um exemplo é a professora aposentada e moradora da mesma rua, Aleida Benincá de Souza. “Eles são muito dedicados e cuidam com amor mesmo. Tenho que dar os parabéns e podem contar comigo. Se eu ver jogando lixo também chamo a atenção”, garantiu a vizinha.

Servidores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente visitaram o jardim várias vezes e torcem para que a iniciativa a favor do meio ambiente, do paisagismo, do cuidado e da valorização urbana como um todo, seja exemplo a ser seguido por outros bairros da cidade.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.