ASSINE

Cref abrirá sindicância para apurar caso de mulher morta após treino no ES

Duda Vervloet, de 47 anos, morreu na noite deste sábado (26). O acidente ocorreu durante a realização de atividade em uma academia de Linhares

Rede Gazeta
Publicado em 08/03/2021 às 13h18
CREF abrirá sindicância para apurar caso de mulher morta após acidente em academia no ES
Cref abrirá sindicância para apurar caso de mulher morta após acidente em academia no ES. Crédito: Divulgação/Cref

O Conselho Regional de Educação Física da 1ª Região (Cref) afirma que vai abrir uma sindicância para apurar a conduta ético profissional dos envolvidos no caso da mulher que se acidentou em uma academia de crosstreino, em Linhares, no Norte do Espírito Santo. De acordo com o Cref, esse é um procedimento padrão. A vítima, Duda Vervloet, de 47 anos, morreu na noite deste sábado (6), após ficar internada por conta do acidente. 

Duda sofreu uma queda durante a execução de um movimento em uma academia, localizada no bairro Linhares V, no dia 18 de fevereiro. O acidente causou uma luxação cervical, levando a um trauma medular.

Segundo a família da vítima, ela foi socorrida pelos Bombeiros e levada para um hospital particular de Linhares. Duda passou por uma cirurgia na coluna no dia 22 e ficou internada na UTI após complicações do pós-cirúrgico.

De acordo com informações da academia, a mulher estava realizando um treino educativo para aprender a realizar o "pistol deitado", um agachamento feito com uma das pernas em que o corpo fica semelhante ao formato de pistola. Nessa fase de aprendizado, são utilizadas duas caixas, para o corpo poder ter onde se apoiar. No treinamento, no entanto, a vítima acabou utilizando apenas uma caixa e, na hora de se deitar, o corpo ficou sem apoio na parte da cabeça e caiu. Confira na imagem abaixo como o exercício deveria ser realizado.

CREF abrirá sindicância para apurar caso de mulher morta após acidente em academia no ES
Como o "pistol deitado" deveria ser executado. Crédito: Reprodução | TV Gazeta Norte

O QUE DIZ O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA  1ª REGIÃO (CREF)

Por meio de nota, o Cref afirma que a empresa e os profissionais são registrados no órgão, e que, como procedimento padrão, "O CREF abrirá uma sindicância para apurar a conduta ético profissional dos envolvidos". Além disso, o Conselho se solidariza com a vítima e seus familiares: "Nos solidarizamos pela dor da perda da família e amigos e prestamos apoio a empresa e aos profissionais envolvidos neste triste acidente", finaliza a nota. 

O QUE DIZ A ACADEMIA

Por meio de nota, a academia afirma que, durante a execução de um educativo, considerado um dos exercícios mais simples do crossfit, para preparar o aluno para atividades que exigem mais força física, a mulher projetou o corpo em direção a caixa e caiu com a cabeça no chão. "Para o aluno acostumar com o movimento, existe um educativo onde o aluno se deita nas duas caixas e se levanta, fazendo impulso para frente, levantando com apenas uma das pernas.", explica a nota.

A academia afirma ainda que todas as aulas são ministradas por professor habilitado. "Ele fez a orientação do movimento e preparou as caixas para que as duplas fizessem o exercício", e explica que a vítima acabou utilizando apenas uma caixa para realizar a atividade, quando o recomendável é utilizar duas, uma atrás da outra, para o corpo não cair para fora.

Linhares acidente linhares ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.