ASSINE

Castelo celebra Corpus Christi sem tapetes e fiéis na igreja

Evento, que era marcado por milhares de turistas apreciando a beleza dos tapetes, teve ruas vazias e missas on-line devido a pandemia do coronavírus

Publicado em 11/06/2020 às 17h07
Atualizado em 11/06/2020 às 17h11
Igreja Nossa Senhora da Penha, em Castelo
Igreja Nossa Senhora da Penha, em Castelo. Crédito: Reprodução/TV Gazeta Sul

Há mais de 50 anos, Castelo, no Sul do Espírito Santo, atrai milhares de turistas de todo o Brasil para ver as ruas coloridas pelos tapetes de Corpus Christi. Mas, neste ano, por conta da pandemia do novo coronavírus e das recomendações de isolamento social, a confecção foi cancelada. Para quem participa do evento religioso, a data neste ano foi de reflexão.

“É uma mensagem de alerta que a gente começa a perceber, que se nós não cuidarmos do mundo, isso pode acontecer mais vezes. A ficha ainda não caiu. A impressão que temos é de uma lacuna, um espaço vazio”, disse o coordenador de tapetes, Márcio Malavolti.

Os tapetes de Castelo são considerados os maiores do Espírito Santo e estão entre os dez maiores do Brasil. Este ano, as ruas amanheceram vazias e silenciosas. Quem também sentiu falta dos tradicionais tapetes foi a auxiliar de serviços urbanos, Edna Dalfior. Ela se emocionou ao falar da data, sem a grande quantidade de turistas pelas ruas da cidade.

“É muito triste, muito doloroso, a gente saber que num dia tão importante, a igreja, referência da nossa fé está fechada. Eu participei da missa (na transmissão on-line) como animador, com as preces. Chorei praticamente a missa toda, mesmo que a máscara não deixava aparecer. Sabemos que foi preciso fazer isso”, disse Edna Dalfior.

Auxiliar de serviços urbanos, Edna Dalfior
Auxiliar de serviços urbanos, Edna Dalfior. Crédito: Reprodução/TV Gazeta Sul

Esse ano, a festa completa 57 anos. Fato curioso da história do evento é que não é a primeira vez que uma doença suspendeu a festa de Corpus Christi. Em 1992, uma pandemia de cólera também cancelou a confecção dos tapetes na cidade.

MISSAS

Ao longo do dia foram realizadas várias missas com transmissão on-line da igreja matriz Nossa Senhora da Penha, mas todas de portas fechadas. Na noite desta quarta-feira (10), a paróquia fez um comunicado que recebeu uma decisão judicial proibindo a presença do público, que seria de 100 pessoas no interior da igreja.

Uma procissão acontece às 16h30, mas nenhum fiel poderá acompanhar, caso contrário a procissão será cancelada. O cortejo, com o Santíssimo Sacramento, deverá ser acompanhado pelas pessoas nas sacadas dos prédios e janelas das casas.

Casas foram enfeitadas por moradores com temas eucarísticos
Casas foram enfeitadas por moradores com temas eucarísticos. Crédito: Reprodução/TV Gazeta Sul

Com informações da repórter Mônica Camolesi, da TV Gazeta Sul 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Castelo Coronavírus Coronavírus no ES castelo Corpus Christi

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.