ASSINE

Cadela no cio: saiba como é o comportamento do animal nesse período

Período requer atenção e cuidados especiais, já que as fêmeas podem ficar tanto mais carinhosas, mas também mais agressivas. Segundo especialista, o cio das cadelas tem quatro fases. Confira

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 24/11/2021 às 18h22

Os tutores de cadelas já devem ter notado que, quando estão no cio, elas passam por mudanças hormonais, físicas e comportamentais. Período requer atenção e cuidados especiais, já que as fêmeas podem ficar tanto mais carinhosas, mas também mais agressivas. É um processo que lembra a menstruação feminina, mas somente nessas questões, já que, na prática, o cio do animal possui muitas peculiaridades.

A médica veterinária Tatiana Sacchi destaca que, para perceber as mudanças do comportamento da cadela, o tutor deve estar atento às fases do cio canino. 

Cadelas podem ter mudanças de comportamento durante o cio
Cadelas podem ter variadas mudanças no humor durante o cio . Crédito: Reprodução/ Pixabay

Em entrevista ao jornalista Mário Bonella, apresentador do programa CBN Cotidiano, da CBN Vitória,  a comentarista do quadro Clube Pet CBN explica que as etapas podem ser observadas e identificadas a partir de sinais que a cadela demonstra. "Alguns sinais podem até passar despercebidos, mas com um olhar mais atento, os 'pais de pet' podem identificar cada fase do cio, que em média dura de 2 a 4 semanas", disse. 

FASES DO CICLO: 

  1. 01

    PROESTRO

    Segundo a veterinária, durante essa fase a cadela ainda não está fértil, mas já é possível notar sinais de inchaço e sangramento. "Além disso, é nessa fase em que o animal vai atrair os machos e escolher com qual deles ela vai cruzar. Por isso é comum notar uma ansiedade para sair de casa", explica. 

  2. 02

    ESTRO

    No segundo momento, segundo Tatiana, a cadela já está no período fértil e pronta para engravidar. "Os tutores podem perceber um aumento da vulva do animal, além disso, secreção e sangramento começam a diminuir e é possível identificar várias mudanças no comportamento, inclusive desconforto e agressividade", destaca. 

  3. 03

    DIESTRO

    Durante a terceira fase, caso não ocorra uma gestação, é comum que nesse a cadela recuse o macho, fique mais tranquila. "A agitação e euforia de antes são deixadas de lado. Elas costumam ficar mais calmas e é observado um grande aumento do apetite", descreve a especialista. 

  4. 04

    ANIESTRO

    Por fim, ocorre durante a fase Aniestro. Caso tenha ocorrido a gestação, acontece o parto e a cadela fica em inatividade sexual. "Entretanto, se a cadela não tiver sido fecundada, é capaz do tutor nem perceber a nova fase", ressalta. 

De acordo com Tatiana, além dos sintomas físicos já mencionados, como inchaço das mamas e nas vulvas e o sangramento, o comportamento da fêmea no cio também pode mudar. "Assim como as famosas TPM's, as cadelas podem ter uma mudança no seu humor habitual, uma hora apresentando mais agressividade, inquietação, em outros ficando mais carente, como se estivesse triste ou com apatia", ressalta. 

Além disso, a médica veterinária destaca ser comum que os machos se aproximem muito mais da cadela neste período, sendo este um dos grandes sinais de que o animal está no cio. "Essa grande aproximação ocorre pela exalação dos chamados de 'feromônios", os hormônios sexuais que são lançados pelas fêmeas por meio do cheiro e da urina", explica. 

Por isso, para evitar problemas e imprevistos, o primeiro cuidado que os tutores devem ter com a cadela no cio é manter a fêmea em casa. "Com esse cuidado é evitada uma reprodução indesejável, previne o contágio com DST's e a transmissão de parasitas para a cadela no momento da cópula, nesse momento todo cuidado é fundamental", finaliza a especialista. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Mundo Animal cbn cotidiano Pets

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.