Criador do ratinho Topo Gigio morre de Covid-19 aos 96 anos

Guido Stagnaro é considerado pai do fantoche

Publicado em 22/02/2021 às 15h10
Atualizado em 22/02/2021 às 15h10
Programa italiano com o boneco Topo Gigio, que ganhou versão brasileira. Criador do boneco, o italiano Guido Stagnaro morreu de Covid-19
Programa italiano com o boneco Topo Gigio, que ganhou versão brasileira. Criador do boneco, o italiano Guido Stagnaro f. Crédito: ANSA / Ansa - Brasil

O escritor italiano Guido Stagnaro, considerado o pai do personagem Topo Gigio, morreu aos 96 anos em decorrência da Covid-19.

A morte aconteceu em Milão, na Itália. Stagnaro foi considerado um dos pioneiros da televisão na Itália e escreveu e dirigiu diversas atrações infantis na emissora Rai e em canais privados.

O ratinho Topo Gigio de orelhas e bochechas grandes foi a criação mais famosa dele. O sucesso do personagem na TV se deu depois de ele entregar os direitos do personagem a um fabricante de fantoches e a uma produtora e roteirista da Rai.

Topo Gigio sempre foi presença constante na TV italiana desde o final da década de 1950. No Brasil ele chegou em 1969 na TV Globo. À época, ele contracenava com o humorista Agildo Ribeiro (1932-2018).

Regina Duarte também contracenou com o fantoche em 1970.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.