ASSINE

Cinemateca: Mario Frias pede perícia para saber se incêndio foi criminoso

A secretaria diz ainda que todo o sistema de climatização do espaço passou por manutenção há cerca de um mês, "como parte do esforço do governo federal para manter o acervo da instituição"

Publicado em 30/07/2021 às 08h31
O secretário especial da Cultura, Mário Frias
O secretário especial da Cultura, Mário Frias. Crédito: Reprodução Twitter

O secretário especial da Cultura, Mario Frias, afirmou que solicitou perícia da Polícia Federal para verificar se o incêndio em depósito da Cinemateca Brasileira, em São Paulo, "foi criminoso ou não".

"Já solicitei a perícia da Polícia Federal, que irá tomar as devidas providências para verificar se o incêndio na Cinemateca foi criminoso ou não. Tenho compromisso com o acervo ali guardado, por isso mesmo quero entender o que aconteceu", escreveu Frias em suas redes sociais.

A Secretaria Especial da Cultura já havia divulgado nota sobre o incidente. Nela, a pasta afirma que "lamenta profundamente" o incêndio e que acompanha de perto a situação.

A secretaria diz ainda que todo o sistema de climatização do espaço passou por manutenção há cerca de um mês, "como parte do esforço do governo federal para manter o acervo da instituição".

O secretário especial de Cultura, Mario Frias, e seu braço direito, André Porciuncula, chegaram nesta quarta-feira (28) a Roma, na Itália, para Conferência dos Ministros da Cultura do G20.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.