ASSINE

Carnaval de rua de Vitória não tem data para acontecer em 2021

Afirmação foi dada por Luciano Picoli Gagno, recém-nomeado subsecretário de Cultura do município: "Não ventilamos a mínima possibilidade de haver folia enquanto não houver vacinação contra a Covid-19 ou mesmo a imunização da população"

Vitória
Publicado em 12/01/2021 às 17h04
Atualizado em 12/01/2021 às 17h04
Regional da Nair animou Centro de Vitória neste domingo de Carnaval
O tradicional carnaval de rua de Vitória só acontecerá em 2021 se houver imunização da população. Crédito: Ricardo Medeiros

Programado inicialmente entre os dias 13 e 16 de fevereiro de 2021, o carnaval de rua de Vitória, que tradicionalmente lota as vias do centro da Capital, ainda não tem uma data para acontecer

Em conversa com a reportagem do Divirta-se, de A Gazeta, Luciano Picoli Gagno, recém-nomeado subsecretário de Cultura do município, afirmou que a administração não deve realizar a folia de rua enquanto não houver vacinação contra a Covid-19.

Luciano Picoli Gagno

Subsecretário de Cultura de Vitória

"Em Vitória, ainda não temos uma data. Não ventilamos a mínima possibilidade de haver folia enquanto não houver vacinação contra a Covid-19 ou mesmo a imunização da população"

ESCOLAS DE SAMBA

Em relação ao desfile das escolas de samba capixabas, Edson Neto, presidente da Liga das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge), afirmou, em entrevista a Rádio CBN Vitória no último sábado (9), que há um consenso entre as agremiações que, se em abril ainda houver um risco considerável de contágio e a vacinação não tiver alcançado boa parte da população, as apresentações podem ficar para 2022. 

O presidente já tinha previsto a realização do evento em julho de 2021, assim como as ligas do Rio de Janeiro e São Paulo. Isso, é claro, se a vacinação for iniciada e a pandemia estiver sob controle. 

De acordo com o presidente, as agremiações precisam de, no mínimo, 90 dias para produzir as fantasias e os carros alegóricos. A parte de planejamento e desenho das roupas e adereços, que representa segundo ele cerca de 30% da preparação, já foi feita. Agora, as escolas estão acompanhando o andamento da pandemia para uma definição.

Cariacica também não terá Carnaval enquanto não houver vacinação contra a Covid-19. O município deve seguir as recomendações das autoridades sanitárias do governo do Estado. 

Ao contrário da folia, a cidade optou pela realização de uma Mostra Cultural, a ser realizada em formato on-line e que contará com uma série de artistas da região. O evento deve acontecer a partir de 26 fevereiro, seguindo até março, com transmissões pelas redes sociais da PMC. Lives de Carnaval estão previstas na programação.

Em conversa com o Divirta-se, Nina Santos, nova secretária de cultura de Cariacica, deu alguns detalhes sobre o evento. "Será uma programação reduzida, onde manteremos todos os cuidados sanitários em relação à Covid-19. As lives devem ser gravadas na Matrix Music Hall. Vamos trabalhar com os artistas que foram contemplados com os recursos da Lei Aldir Blanc, que, por cumprimento da lei, precisam fazer uma contrapartida social", garante.

Entre as atrações, devem estar as escolas de samba Independentes de Boa Vista e União Jovem de Itacibá. Além das agremiações, devem participar das lives os blocos carnavalescos "Lambe Sal" e "Em Cima da Hora", de Itanguá; o grupo show Passistas do Malandro; e a bateria do Mestre Picolé.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.