ASSINE

Capixaba Paulo Mendes da Rocha pode virar nome de rua em São Paulo

Iniciativa do Instituto de Arquitetos do Brasil quer transformar a via numa referência de boas práticas urbanas para homenagear o capixaba, morto em maio deste ano

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 24/07/2021 às 15h05
Atualizado em 25/07/2021 às 10h26
Data: 12/03/2020 - ES - Vitória - Paulo Mendes da rocha, arquitetoque fez o projeto Cais das Artes -  Editoria: Caderno 2 - Foto: Ricardo Medeiros - GZ
Paulo Mendes da Rocha é o arquiteto que projetou o Cais das Artes, na Enseada do Suá. Crédito: Ricardo Medeiros

O arquiteto Paulo Mendes da Rocha, que morreu em maio deste ano, pode virar nome de rua em São Paulo. A iniciativa é do Instituto de Arquitetos do Brasil em SP (IAB-SP), que vai propor à Prefeitura de São Paulo que a rua General Jardim, no centro da capital paulista, seja rebatizada com o nome do capixaba.

Além da troca de nomes da via, o instituto promeve uma agenda para transformá-la em um referência das boas práticas urbanas e arquitetônicas – a ser definida por meio de um projeto escolhido em um concurso público. A proposta visa alargamento de calçadas e esquinas, arborização e implantação de ciclovias.

"No dia 22 de julho, Paulo Mendes da Rocha receberia a maior honraria da União Internacional de Arquitetos no âmbito do Congresso Mundial de Arquitetura (UIA 2021 RIO). Nesta data, o IAB São Paulo encaminhou uma carta ao Prefeito e aos vereadores da cidade com uma proposta de homenagem ao arquiteto. Também está lançando uma campanha pública para dar à rua General Jardim o nome de Paulo Mendes da Rocha!", explica o IAB-SP, em suas redes sociais.

De acordo com o instituto, o pedido da mudança de nome da via é homenagear o capixaba referência em arquitetura no país, que vivia há anos em São Paulo e possuía o escritório na Rua General Jardim.

"Durante todo esse tempo, era visto andando pela rua, entre o prédio do IAB, os bares e restaurantes da Rua General Jardim, e os edifícios onde se situam os escritórios de colegas e colaboradores seus. Por influência de Paulo, a rua se tornou uma espécie de centro da produção e reflexão sobre a arquitetura na cidade de São Paulo, concentrando uma quantidade ímpar de escritórios ao longo de seu eixo, articulados à sede do IAB e a uma importante faculdade de arquitetura e urbanismo, a Escola da Cidade", explica o institudo em seu site.

Para ganhar força, o IAB-SP recolhe assinaturas de apoio em formulário no próprio site. A campanha #RuaPauloMendesDaRocha também começou a ser divulgada nas redes sociais.

PAULO MENDES DA ROCHA

O arquiteto Paulo Mendes da Rocha morreu, aos 92 anos, em maio deste ano. Ele tinha um câncer de pulmão e estava internado em São Paulo. O capixaba – vencedor de diversos prêmios internacionais, entre eles o Pritzker, considerado o "Nobel" da arquitetura – foi quem projetou o Cais das Artes, em Vitória.

Nascido no Centro de Vitória, em 1928, Paulo Mendes da Rocha era considerado o maior arquiteto brasileiro vivo. São de autoria dele obras emblemáticas, como o Museu dos Coches, em Portugal; a Pinacoteca de São Paulo; o Museu da Língua Portuguesa, também na capital paulista; e o estádio do Serra Dourada, em Goiânia (GO), inaugurado em 1975 e apontado, por muitos anos, como o mais moderno do país.

Correção

25 de Julho de 2021 às 10:24

O último parágrafo da matéria trazia, erroneamente, o termo "capital paulistana". A informação foi corrigida.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Cultura São Paulo (SP) Somos Capixabas arquitetura capixaba capixaba Paulo Mendes da Rocha

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.