Quem dá lucro permanece, quem não dá fecha, diz Bolsonaro sobre Ford

"A Ford, respeitosamente, mesmo com subsídio, foi incapaz de se deixar levar pela concorrência. Então, os asiáticos, carros chineses, coreanos, vieram pra cá e sufocaram a Ford", disse o presidente da República

Publicado em 15/01/2021 às 05h52
Atualizado em 15/01/2021 às 05h52
A Ford anunciou o fim da produção de veículos no Brasil, o fechamento de fábricas e a demissão de cerca de 5 mil funcionários no Brasil e na Argentina
A Ford anunciou o fim da produção de veículos no Brasil, o fechamento de fábricas e a demissão de cerca de 5 mil funcionários no Brasil e na Argentina. Crédito: Dirceu Portugal /Fotoarena/Folhapress

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, em transmissão ao vivo nas redes sociais nesta quinta-feira, 14, ter lamentado profundamente o anúncio de fechamento da Ford no Brasil, mas que essa é a dinâmica do mercado.

"A Ford, respeitosamente, mesmo com subsídio, foi incapaz de se deixar levar pela concorrência. Então, os asiáticos, carros chineses, coreanos, vieram pra cá e sufocaram a Ford", disse o presidente da República. "Lamentamos profundamente o que aconteceu, mas num País democrático, onde se respeita a liberdade de mercado, quem dá lucro permanece, quem não dá lucro fecha", afirmou.

Bolsonaro destacou ainda que não quer perder nenhum emprego no que depender dele.

Ele disse que quase todo imposto que é arrecadado no Brasil é ressarcido no ano seguinte. "Vamos tentar pelo menos para 2022 passar para R$ 3 mil (isenção)", disse.

Participa da transmissão também o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.