ASSINE

PF faz ação para apurar supostas fraudes em consórcios do Banco do Brasil

Inquérito teve origem após o Banco do Brasil encaminhar uma notícia crime como resultado da auditoria de duas operações do consórcio

Publicado em 06/04/2022 às 09h56

PF (Polícia Federal) realiza, nesta quarta-feira (6), uma operação para investigar suposta gestão fraudulenta na BB Consórcio. A ação foi batizada de "Consórcio 200", e cerca de 20 policiais cumprem 8 mandados de busca e apreensão em São Paulo, no Paraná e no Distrito Federal.

Operação Volátil II, da Polícia Federal, investiga fraude na compra de álcool em gel
A ação foi batizada de "Consórcio 200", e cerca de 20 policiais cumprem 8 mandados de busca e apreensão. Crédito: Fernando Madeira

Segundo a PF, o inquérito, instaurado no ano passado, teve origem após o BB (Banco do Brasil) encaminhar uma notícia crime como resultado da auditoria de duas operações do consórcio, no valor de R$ 100 milhões, aprovadas como consórcio de veículos, mas utilizada para outros fins.

O pagamento, conforme a corporação, não foi executado de forma regular, o que obrigou o banco a cobrir parte do contrato. Ainda de acordo com a PF, a operação financeira pode ser caracterizada como gestão fraudulenta, crime contra o sistema financeiro nacional, cuja pena varia de três a doze anos de prisão, além de multa.

O UOL procurou o BB a respeito da operação e aguarda retorno.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.