ASSINE

Cooperativa vai construir maior usina solar do Estado

Ideia é compartilhar parte da energia produzida em Ibiraçu com associados

Publicado em 26/07/2019 às 10h01
Painel Cooperar discutiu empreendedorismo cooperativo, no auditório da Rede Gazeta, em Vitória. Crédito: Vitor Jubini
Painel Cooperar discutiu empreendedorismo cooperativo, no auditório da Rede Gazeta, em Vitória. Crédito: Vitor Jubini

Cooperativas do Espírito Santo estão em busca de produzir sua própria energia e de forma sustentável. Em Ibiraçu, está sendo instalada a maior usina solar do Estado que vai compartilhar a produção entre cooperados. Serão 140 mil quilo-watts de capacidade de geração mensal.

O investimento foi anunciado pela Cooperativa Agropecuária Centro Serrana (Coopeavi) nesta quinta-feira (25), durante o Painel Cooperar 2019, realizado no auditório da Rede Gazeta, em Vitória, que discutiu o empreendedorismo cooperativo com a participação da doutora em Administração com foco em negócios sociais Maria Flávia Bastos.

De acordo com o gerente de Comunicação e Marketing na Coopeavi, Heriberto Simões, o complexo começou a ser instalado em dezembro do ano passado e será inaugurado no dia 9 de agosto.

“Esse é um projeto piloto, onde parte da energia será usada para abastecer a cooperativa e a outra parte ficará disponível para os cooperados. Eles poderão comprar frações da usina proporcionais ao consumo que teriam da distribuidora de energia”, explicou.

A energia será distribuída aos associados por meio da cooperativa de serviços Ciclos, criada pelo Sicoob em 2018. Será por intermédio dela que os cooperados poderão adquirir cotas da usina para usarem, em suas casas, a energia produzida.

O que for produzido será capitado pela rede da EDP. Quem se associar poderá ter descontado na conta de luz o valor relativo à cota de produção mensal. Dessa forma eles vão pagar somente o que usarem além da quantidade produzida na usina.

A usina faz parte do Complexo de Geração de Energia Limpa e Renovável que está dividido em 10 unidades geradoras. As outras nove unidades estão localizadas em unidades do Sicoob Central ES. Somadas elas possuem uma potência instalada de 1.082,25 kWp, contando com 2.925 painéis fotovoltaicos e 9 inversores.

União

O Espírito Santo possui 127 cooperativas registradas no Sistema OCB, que geram mais de 8 mil empregos diretos. Segundo Maria Flávia Bastos, criar novos arranjos produtivos como esses hoje é fundamental. “Temos que pensar nesse cooperativismo novo e que ‘briga’ com a indústria 4.0, que seja forte, eficiente e com ótima prestação de serviço”.

Carlos André Oliveira, superintendente da OCB/ES, ressaltou que o trabalho cooperativista tem um aspecto muito importante de agregar valor ao produto ou serviço e de diminuir custos. “Cada dia mais, cooperar se torna uma saída para os negócios”, afirmou.

A Gazeta integra o

Saiba mais
economia ibiraçu

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.