ASSINE

Porto em Aracruz inova, diversifica cargas e movimenta economia do ES

Portocel tem adotado uma estratégia de crescimento do terminal, que inclui a diversificação de cargas e investimentos em novas tecnologias, como calado dinâmico

Tempo de leitura: 3min
  • Portocel

  • Estúdio Gazeta

    O Estúdio Gazeta é o time de produção de conteúdo para anunciantes da Rede Gazeta, com estrutura independente da Redação de A Gazeta/CBN.
Publicado em 27/07/2022 às 10h41
Portocel - Foto para conteúdo de marca, favor não usar
Com capacidade para embarcar 7,5 milhões de toneladas de cargas por ano, o Portocel é reconhecido por sua eficiência na movimentação de produtos florestais e tem apostado em tecnologia e na diversificação de cargas. Crédito: Drivulgação

Responsável por 25% das mercadorias que entram e saem do Brasil, o Espírito Santo tem fortalecido sua vocação portuária nos últimos anos. O Portocel, controlado pela Suzano e Cenibra, tem uma parcela significativa de responsabilidade por isso.

Com capacidade para embarcar 7,5 milhões de toneladas de cargas por ano, o porto é reconhecido por sua eficiência na movimentação de produtos florestais e tem apostado em tecnologia e na diversificação de cargas. Ele dispõe de completa infraestrutura logística, instalações e equipamentos integrados a diferentes modalidades de transporte: importação e exportação, longo curso e cabotagem, cargas gerais, projetos, granéis e operações de oil & gas.

O terminal, com localização privilegiada no município de Aracruz (ES), está conectado por malha rodoviária e ferroviária aos principais centros produtivos e de consumo do país.

“Portocel tem uma importância muito grande para Aracruz e para nosso Estado, porque ancora toda uma cadeia logística fundamental para nossa região. A produção de celulose e sua exportação é muito relevante para nossa economia. Além disso, a diversificação de cargas agrega mais valor ainda a nossa região permitindo a atração de novos investimentos”, destaca José Eduardo Faria de Azevedo, secretário de Desenvolvimento da Prefeitura de Aracruz.

Portocel - Foto para conteúdo de marca, favor não usar
Localizado em Aracruz, o Portocel está conectado por malha rodoviária e ferroviária aos principais centros produtivos e de consumo do país. Crédito: Drivulgação

Nos últimos anos, o porto tem adotado uma estratégia de crescimento do terminal, que inclui a diversificação de cargas e investimentos em novas tecnologias.

Dentre as ações, se destacam o início da movimentação de granito; investimentos para recebimento da carga de celulose solúvel vinda do Triângulo Mineiro; desenvolvimento da solução spreader automático para movimentação de celulose nos navios; e a operação de atracação e desatracação usando o sistema de calado dinâmico.

CALADO DINÂMICO ABRE LEQUE DE OPORTUNIDADES

No mês de abril, aconteceram os primeiros testes de manobra de navio utilizando o sistema de calado dinâmico, estando entre os primeiros portos da América Latina autorizados a operar nesta modalidade.

As regras dinâmicas de definição do calado utilizam recursos como o ReDRAFT®, que calculam em tempo real e com previsão a folga dinâmica abaixo da quilha (espécie de espinha dorsal da embarcação), com base nas características de cada navio e do canal de acesso, considerando ainda as condições ambientais do momento da manobra (ondas, ventos e outras).

O cálculo informa com precisão qual é o calado máximo ou qual a próxima janela segura para navegação, de acordo com as condições analisadas, permitindo operar com maior calado e ampliando a capacidade de carga.

Portocel - Foto para conteúdo de marca, favor não usar
Portocel tem batido recorde na movimentação de diferentes cargas e não foi diferente com o granito. Crédito: Drivulgação

“Os primeiros testes foram considerados um sucesso desde as atividades de preparação, que antecederam a manobra, até a execução pelos práticos”, destaca Anderson da Silva Santos, gerente de Operações e Planejamento Portuário do Portocel.

Ele explica que o sistema de calado dinâmico oferece mais segurança e eficiência para o terminal a partir do cálculo racional da folga dinâmica abaixo da quilha.

“Portocel tem essa característica de ser um porto de excelência, sempre ligado à inovação. Isso é muito importante porque além de criar condições de competitividade melhores, também incentiva os outros setores do município a trabalhar nessa direção”, elogia José Eduardo Faria de Azevedo.

MOVIMENTAÇÃO DE GRANITO BATE RECORDE

Portocel tem batido recorde na movimentação de diferentes cargas e não foi diferente com o granito.

No mês de junho foram realizados dois embarques que somaram 47,6 mil toneladas. O primeiro deles no navio Osakana, que embarcou 22 mil toneladas, e o segundo no Saga Fuji, que deixou o porto nesta semana levando 25,6 mil toneladas de blocos, o maior volume desde que Portocel passou a operar essa carga, em dezembro de 2021.

A movimentação desse tipo de produto faz parte da estratégia de diversificação do Portocel. O terminal passou a fazer parte da rota das embarcações que transportam granito no final do ano passado, a partir de uma parceria com a Triple Line, empresa que tem sede no Canadá e movimenta blocos de granito ao redor do mundo.

VOCÊ SABIA?

Quarto Estado brasileiro com maior movimentação portuária, o Espírito Santo depende diretamente da atividade para o desenvolvimento da economia, uma vez que ela representa cerca de 45% do PIB.

Este é um conteúdo de responsabilidade do anunciante.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.