ASSINE
Esquente os tamborins e fique por dentro dos bastidores do Carnaval de Vitória com Jace Theodoro

Carnaval de Vitória: descubra surpresas das fantasias em primeira mão

Coluna Ziriguidum revela detalhes dos modelitos que rainhas de bateria e destaques de luxo vão desfilar no Sambão do Povo

Publicado em 13/02/2020 às 06h00
Atualizado em 13/02/2020 às 08h54
Fernanda Figueredo. Crédito: Bruno Barros
Fernanda Figueredo. Crédito: Bruno Barros

Segredos, surpresas e mistérios são um tripé carnavalesco que poderia compor o enredo de qualquer folião que desfila numa escola de samba. Se for rainha de bateria e destaque de luxo nem convocando mister Holmes, o Sherlock, para destrinchar as tramas misteriosas que envolvem uma fantasia. Eles não revelam as possíveis surpresas nem se Rei Momo cair de joelhos em súplica. Aqui estão alguns desses misteriosos – e amanhã tem mais –, porque Ziriguidum insiste até o fim para levar ao leitor algum detalhe que eles, por acaso, deixem escapar.

RAINHA SERÁ FENÔMENO DA NATUREZA?

Fernanda Figueredo, rainha da MUG, está entre as que guardam a sete chaves segredos e surpresas sobre seu modelito na avenida. O que a coluna pode adiantar é que a bateria e ela vêm no setor sobre os fenômenos da natureza e como os povos indígenas lidavam com isso, dentro do enredo “Oby, o imaculado santuário das lendas”. Uma das surpresas aguardadas é a interação que a rainha fará com os ritmistas e a ala de passistas. Sobre a fantasia, Sua Majestade adianta, cheia de mistérios: “é um presente que Osvaldo Garcia, o carnavalesco, me deu”.

ASAS PARA SUA MAJESTADE

A rainha da Piedade, Rose Oliveira. Crédito: Acervo pessoal
A rainha da Piedade, Rose Oliveira. Crédito: Acervo pessoal

A rainha toda-poderosa da Piedade, Rose Oliveira, é outra que não conta nem a pedido do Rei Momo, o original, sua surpresa para a avenida. Ela queria algo diferente e inovador e começou dispensando penas e pedrarias do figurino. Sua fantasia no enredo dos Franciscos leva o nome de Anjo de Luz, fio condutor do desfile proposto por Paulo Balbino. Um anjo sem penas é algo que instiga a curiosidade mesmo. Aguardemos.

Este vídeo pode te interessar

ENTRE O OURO E O MARFIM

Schyrley Moura e Leo Bremenkamp: marfim e ouro. Crédito: Acervo pessoal
Schyrley Moura e Leo Bremenkamp: marfim e ouro. Crédito: Acervo pessoal

Na Jucutuquara, a dobradinha se dará entre a rainha Schyrley Moura e o rei Leo Bremenkamp. No enredo dos Griot, que eram conhecidos por comercializar produtos na África, a dupla vem representando dois produtos preciosos usados em joias e adornos. Schyrley traz o marfim na fantasia, e Leo, o ouro. A imaginação do colunista tira suas conclusões: ela vem em tons mais claros e ele abusando do dourado. Mais não se sabe, só na avenida as previsões se concretizarão. Ou não.

IRMÃOS NA ÁGUA E NO CHÃO DA AVENIDA

Irmãos Dani e Solon Veroneze. Crédito: Acervo pessoal
Irmãos Dani e Solon Veroneze. Crédito: Acervo pessoal

Saindo da realeza e chegando ao chão dos destaques de luxo, os irmãos Solon e Dani Veroneze são dupla esperada no carnaval da MUG. Há sete anos desfilando juntos, os manos virão como xamãs com “uma pegada aquática”, conta Solon, sem avançar nos detalhes. A fantasia é “Espelho d’água, as forças místicas que separam liberdade e eternidade através do fino espelho d’água”. O nome é extenso, mas os detalhes tão pequenos deles dois só veremos no Sambão; por ora, estão escondidos sob o espelho d’água.

SERÁ A SERPENTE?

Sávio Rezende. Crédito: Acervo pessoal
Sávio Rezende. Crédito: Acervo pessoal

O colatinense Sávio Rezende estreou como destaque de chão pela MUG  em 2019 já faturando três prêmios na categoria. Neste ano, ele volta à avenida com performance no setor que representa a lenda dos Filhos do Sol, da tribo indígena que habitava a região de Santa Tereza no passado. Segundo a lenda, a tribo ficava sob uma mina de ouro e as serpentes eram as guardiãs desse território impedindo a entrada de invasores. A fantasia é Suave Veneno e uma serpente deve ser a segunda pele de Sávio. Suposições.

ROCK’N’ROLL QUE VAI DAR SAMBA

Laila Martins trará surpresa feita pelo irmão tatuador. Crédito: Bruno Barros
Laila Martins trará surpresa feita pelo irmão tatuador. Crédito: Bruno Barros

Na Boa Vista, a musa Laila Martins é mais explícita. No enredo sobre a música capixaba, ela vem em frente ao segundo carro alegórico com a fantasia “Garota pop star” com elementos do metal, rock e punk rock representando o estilo musical que no desfile terá, dentre outros, a banda capixaba Dead Fish como homenageada. Mas, como todos os outros colegas chiques no último da avenida, ela trará surpresa feita pelo irmão tatuador. Como tatuagens são marca dos roqueiros, já se pode antever uma Laila coberta de desenhos instigantes... quem saberá?

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.