ASSINE
Taynã Feitosa é sommelière e cervejeira apaixonada por uma boa cerveja e suas infinitas possibilidades. Também é jornalista e mercadóloga

Cervejas defumadas: saiba tudo sobre o estilo Rauchbier

Potente e surpreendente, a variedade é conhecida por apresentar aromas e sabores de alimentos como carne, bacon e embutidos

Publicado em 09/07/2021 às 02h00
Cerveja defumada Rauchbier e salsichas alemãs
Salsicha alemã é a harmonização perfeita para uma Rauchbier. Crédito: Shutterstock

Você acha estranho que uma cerveja possa ter aroma e sabor que lembram carne, fumaça, bacon ou embutidos? Pois saiba que essas características correspondem a um estilo próprio da Escola Alemã, o Rauchbier, que significa ao pé da letra "cervejas de fumaça".

Criadas a partir de maltes defumados, elas pertencem à família das Lager e surgiram na cidade de Bamberg, em meados do século XV, na antiga região da Baviera alemã.

As lendas em torno da criação desse estilo são muitas, e a mais legal conta que um incêndio atingiu uma antiga cervejaria da cidade e a fumaça contaminou o malte que estava armazenado. O cervejeiro, sem coragem de descartar os insumos após a fatalidade, resolveu produzir as cervejas e vender, mesmo com medo do resultado.

A novidade, porém, conquistou o paladar dos alemães e ele seguiu feliz desenvolvendo técnicas de defumação para o seu malte. Essa defumação, aliás, pode ser feita com madeiras, palha e até mesmo em companhia de alimentos.

Alguns cervejeiros defumam seus maltes utilizando peças de charcutaria, como joelho de porco e alimentos que passam por esse processo. E aí, como você deve estar imaginando, os aromas e os sabores passam para as cervejas, originando bebidas com notas improváveis de bacon, fumaça, embutidos, carne na brasa e muito mais. 

HARMONIZAÇÃO

"É tipo beber uma feijoada". Ouvi essa frase e tenho que concordar: às vezes, beber uma Rauchbier traz uma sensação tão intensa que parece que estamos ingerindo alguma comida com aquelas notas de defumação específicas. Por isso, defendo a harmonização desse estilo por semelhança, ou seja, o ideal é beber essa cerveja acompanhando alimentos que têm notas similares.

Feijoada, churrasco (principalmente com cortes no bafo ou de longa cocção), carnes defumadas, embutidos de origem alemã (é o casamento perfeito!) e carnes gordurosas com molhos complexos são boas pedidas para fazer frente à potência dessas cervejas. Também recomendo harmonizá-las com queijos azuis, como roquefort e gorgonzola.

VALE A PENA PROVAR

Cervejas do estilo Rauchbier sugeridas pela colunista Taynã Feitosa
  1. 01

    Schenkerla Märzen Rauchbier

    Do estilo Märzen Rauchbier, é produzida pela cervejaria Brauerei Heller-Tum em Bamberg, na Alemanha, e um ícone na cidade. É a mais famosa entre as cervejas defumadas e também a melhor para uma introdução no universo das Rauchbier. Seus maltes são defumados com madeira da região e ela apresenta notas de fumaça, bacon e cinzas.

  2. 02

    Barba Ruiva Rauchbock

    Cerveja capixaba do estilo Rauchbier/Doppëlbock, é produzida em Domingos Martins pela Barba Ruiva em parceria com a Mano Bier. Foi eleita a melhor cerveja na categoria Smoked Beer do World Beer Awards de 2019. Com excelente drinkability, traz notas adocicadas e defumadas bem equilibradas.

  3. 03

    Schornstein Combusta

    Essa Rauchbier é produzida pela cervejaria Schornstein em parceria com a Olho Embutidos e Defumados, em Pomerode-SC. Abri uma lata dessa cerveja no último fim de semana para apresentar a um amigo apaixonado por charcutaria. Achamos surpreendente e fácil de beber! As notas de embutidos vêm à tona acompanhadas de um aroma leve de fumaça, e a Combusta parece ter nascido para ser harmonizada com carne de porco.

Clique aqui para ler as colunas anteriores e acompanhe a colunista também no Instagram.

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Gastronomia Fique bem Cerveja opinião

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.