ASSINE
Rodrigo Lima é empresário no mercado de automóveis premium, estética automotiva e marketing digital. Um empreendedor sempre na vanguarda das novas tendências no mercado de luxo e estilo de vida.

Dilema do consumo: alugar, comprar ou compartilhar carro de luxo?

O que é preciso repensar é: quais são os objetivos almejados com a aquisição de um determinado bem? É o desfrutar ou o possuir?

Vitória
Publicado em 11/09/2021 às 01h59
Quando se busca qualidade, valor, destaque, reconhecimento, recompensa, exclusividade, aceitação e segurança, a posse fala mais alto.
Quando se busca qualidade, valor, destaque, reconhecimento, recompensa, exclusividade, aceitação e segurança, a posse fala mais alto. Crédito: Ueliton Santos/All Car/Divulgação

Vivemos num mundo atual de conexão e livre acesso entre consumidores e fornecedores, já que a internet amplamente vem se expandindo e tornando muito fácil a aproximação de serviços prestados e a aquisição de produtos.

Nesse viés, a cultura de consumo vem tomando um novo rumo e muitas vezes as pessoas discutem o que seria melhor: alugar, comprar ou compartilhar bens de luxo?

No caso deste mercado de alto valor, existem empresas especialistas em aluguel por assinatura e em compartilhamento de automóveis, embarcações, aeronaves e até imóveis.

O que devemos repensar é: quais são os objetivos almejados com a aquisição deste tipo de bem? É o desfrutar ou o possuir? Investir na própria imagem, incluir-se num grupo ou gozar das coisas boas da vida?

Com o advento da era dos aplicativos, como os de transporte e os de hospedagem, os usuários degustam de um formato de aproveitamento bem inovador, em que só se usufrui e não necessita criar um vínculo profundo e de alto custo, tanto na locomoção quanto na estadia.

Ainda vale destacar que essa realidade deixa o custo menor, em alguns casos, e quem perde uma fatia de mercado são os bancos, que não irão receber os juros de financiamento de uma parcela de compradores.

Algumas montadoras e locadoras já estão aderindo a modalidade de aluguel por assinatura.

A minha percepção é que, diferentemente das modalidades anteriores, o utilizador de um carro premium não almeja somente a finalidade imediata deste bem. Ele deseja algo intrínseco, muito maior.

Quando se busca qualidade, valor, destaque, reconhecimento, recompensa, exclusividade, aceitação e segurança, a posse fala mais alto. E de fato contribui para que ainda exista, por exemplo, o mercado de obras de arte desde os primórdios.

Por fim, cabe a cada um desenvolver a resposta à seguinte pergunta: o que realmente importa pra mim? O que busco com essa aquisição? É um mero desfrute?

Te digo que, monetariamente, não fará diferença pra esse tipo de público. Tudo é uma questão de prioridade.

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
carros Mercado Automotivo Aluguel de Carros Carros de Luxo Carro por Assinatura Assinatura de Carro

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.