ASSINE
Crítico de cinema e colunista de cultura de A Gazeta

"Missão Presente de Natal": filme natalino da Netflix é acolhedor

Baseado na história real de uma base americana na Micronésia, "Missão Presente de Natal" mistura comédia romântica com clássicos do cinema natalino

Vitória
Publicado em 07/11/2020 às 21h30
Filme
Filme "Missão Presente de Natal", da Netflix. Crédito: Ricardo Hubbs/NETFLIX

Chegamos a novembro de um ano totalmente atípico, mas a Netflix já entrou oficialmente no modo Natal 2020 - basta ver a lista dos filmes mais assistidos para encontrar alguns lançamentos por lá, e ainda há mais por vir nas próximas semanas.

Um dos filmes já disponíveis na plataforma é “Missão Presente de Natal”, de Martin Wood, diretor acostumado a comandar séries como “Virgin River”, também na Netflix. O filme lançado na última semana curiosamente tem suas raízes fincadas na realidade: a tal missão que dá nome ao longa realmente existe, desde 1952, com aviões americanos levando mantimentos às ilhas mais distantes da Micronésia, locais de difícil acesso e praticamente esquecidos pelas autoridades locais.

No filme, Erica (Kat Graham) é a assistente de uma deputada a fim de cortar gastos públicos. Quando a deputada vê uma notícia sobre uma base americana do outro lado do mundo que supostamente gasta tempo e dinheiro fazendo atividades não relacionadas às forças armadas, ela manda sua assistente para lá para encontrar motivos para fechar a base.

Chegando lá, Erica tem o charmoso e carismático capitão Andrew (Alexander Ludwig, o Björn de “Vikings”) como guia. Está formado o conflito: de olho em uma importante promoção, Erica fará de tudo para fechar a base, enquanto isso, Andrew tentará ensinar a burocrata a enxergar o mundo com outros olhos.

“Missão Presente de Natal” é um filme natalino de estrutura clássica, mas também utiliza fórmulas de comédia romântica para ampliar ainda mais seu público. Assim, é claro que Erica e Andrew vivem um estranhamento inicial, mas não demora para que mudem de opinião um sobre o outro. O filme também segue a fórmula das comédias românticas recentes, que invertem a relação de poder colocando a mulher em um patamar mais alto ou tendo os protagonistas em pé de igualdade.

Filme
Filme "Missão Presente de Natal", da Netflix. Crédito: Ricardo Hubbs/NETFLIX

Apesar do possível romance, quem fala mais alto no filme é o espírito natalino, praticamente um personagem na forma de Andrew. Cabe a ele espalhar o amor e a bondade pela ilha e fazer com que Erica veja que há coisas muito mais importantes na vida do que números, planilhas e a cobiçada promoção.

“Missão Presente de Natal” é um filme seguro, que não se arrisca em momento algum e tem narrativa totalmente previsível, mas é exatamente isso que se espera dele. Os conflitos são solucionados rapidamente, sem nunca dar tempo para que o espectador se preocupe realmente com o que vai acontecer. O filme até tem uma ou outra surpresa, mas se destaca mesmo fazendo uso de suas maravilhosas locações e, principalmente, se aproveitando da força dos fatos, pois mesmo que a trama seja fictícia, seu coração é real.

Filme
Filme "Missão Presente de Natal", da Netflix. Crédito: Ricardo Hubbs/NETFLIX

Graham e Ludwig são carismáticos o suficiente para convencer em seus papéis, mas o ritmo da construção da relação de seus personagens pode incomodar justamente pelo exposto acima: “Missão Presente de Natal” é primeiro um filme natalino e só depois se preocupa com romance. Assim, o roteiro funciona melhor e coloca um sorriso no rosto do público quando foca em espalhar bondade, em lembrar que todos podem ser bons e em mostrar a diferença que pequenos gestos podem fazer na vida de outras pessoas.

Simone pode ainda não estar cantando na sua casa, mas “Missão Presente de Natal” mostra que sim, já é Natal, ao menos na Netflix. O filme não vai se tornar um clássico dessa instituição chamada “filmes natalinos”, mas é confortável o suficiente para inaugurar a temporada com um bom entretenimento.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Natal Netflix Fique bem Rafael Braz

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.