ASSINE
Uma jornalista que ama os animais, assim é Rachel Martins. Não é a toa que ela adotou duas gatinhas, a Frida e a Chloé, que são as verdadeiras donas da casa. Escreve semanalmente sobre os benefícios que uma relação como essa é capaz de proporcionar

Já pensou em juntar tampinhas e ajudar na castração de animais?

A hashtag #meupetemhomeoffice está a todo vapor e a Chloé conta no diário dessa semana como ajudar na castração de animais juntando tampinhas

Publicado em 16/05/2020 às 07h59
Atualizado em 16/05/2020 às 07h59
 Frajola @maquinaderonron . Crédito: Arquivo pessoal
 Frajola @maquinaderonron . Crédito: Arquivo pessoal

#meupetemhomeoffice

Esse tal de home office

Gente, essa foto que está ali em cima da @maquinaderonron está muito linda! “Frajola: os humanos têm falado tanto desse tal de home office, que resolvi - hoje quem vai fazer home office sou eu! Está até divertido ficar vigiando esses passarinhos através do computador. Acho que está na hora do meu ‘pai’ arrumar outro computador, porque esse a partir de agora é meu!”

Quarentena com vitamina D

bicho
@toddy_shihtzusfamily. Crédito: Arquivo pessoal

O A família @toddy­_shihtzusfamily resolveu pegar um pouco de vitamina D nesta quarentena. Mas avisa: “Pessoal fica em casa. A gente só saiu mesmo pra curtir um pouquinho o sol”.

Cão erudito e comilão

bicho
@augustopacheco.arq. Crédito: Arquivo pessoal

Nesta quarentena o @augustopacheco.arq está estudando, dormindo, brincando com os aumiguinhos, posando para fotos e comendo muito. Amamos essa foto de @barcelos.wesley.

Diário de Chloé

Você junta tampinhas e ajuda na castração de animais

bicho
As tampinhas são vendidas para sere, reaproveitadas e a renda vai pra castração de pets abandonados. Crédito: Divulgação

Meu querido diário... A gente sabe da luta de várias pessoas à frente de projetos com o objetivo de ajudar os animais abandonados. E esses “anjos protetores” estão sempre inovando, criando alguma ação para arrecadar tudo o que esses pets sem família precisam para voltarem a ter saúde e encontrar um lar.

Sábado passado foi realizada a feira auline do Vira Lata, Vira Luxo. Vinte e cinco pessoas interessadas em adotar um cãozinho entraram em contato. Seis foram reservados para famílias aprovadas na entrevista, sendo que cinco já escolheram seu “filho de cinco patas” e uma ainda está decidindo. Três pessoas desistiram por falta de animais pequenos. E o restante não respondeu mais ao receber as regras para a adoção responsável.

Agora, é a Pra Mia (e olha que novidade boa, eles viraram Ong) que está com uma ação muito legal, e que só depende de cada um de nós. É o seguinte: para ajudar a castrar um animal, ou vários, basta juntar na sua casa tampinhas de plástico. Pode ser tampinha de produtos de higiene pessoal e limpeza, de remédios, de sucos isotônicos, de garrafas pets, entre outros.

Eu, Frida, Meg e minhas “mamis” já estamos enchendo vários potinhos aqui em casa. Estamos deixando até de brincar com as tampinhas (miauf!). Mas é por uma justa causa, né?

A Huandra Seibel, fundadora da Pra Mia, explica que eles resolveram unir dois desejos: o de ajudar o meio ambiente por meio da reciclagem e o de continuar castrando animais em situação de vulnerabilidade.

E olha que máximo: as tampinhas são todas separadas por cores e depois de vendidas, elas são trituradas e encaminhadas para o processamento industrial, para a produção de hélices de ventiladores, baldes, entre outras coisas. Mas o melhor mesmo, é que com a ajuda de vocês poderemos castrar vários cachorros e gatinhos abandonados, diminuindo, assim, o aumento populacional dos mesmos.

São vários pontos de coleta: Pet Feliz (Jardim da Penha), Pet Clinic (Jardim Camburi), Victoria Bay (Praia do Suá), Goulart Distribuidora (Ilha de Monte Belo), BaseFit (Praia da Costa), Cajueira (Shopping Vila Velha), Pet Fan (Campo Grande), Jardim América Pet Shop (Jardim América), Show Pet (Barcelona), Confeitaria Dadá e Maria (Itararé), Kadydja Nicodemos Studio Pilates (Santa Mônica), Vida Animal (Rosa da Penha, Cariacica), Smart Pet (Laranjeiras) e o Bazar Pra Mia (Shopping Praia da Costa) . “E brevemente teremos outros pontos”.

O projeto da Pra Mia ainda está começando, mas só para ter uma ideia, diz Huandra, no Rio de Janeiro, em quatro anos, já foram arrecadados cerca de R$ 170 mil só com a venda de tampinhas. “A cada 120 quilos, é possível castrar um cachorro. Aqui no nosso Estado, o quilo sai a R$ 0,75. Então, a gente vai precisar de muita tampinha. Por isso, queria pedir a colaboração de todos os capixabas, vamos aproveitar a quarentena, quando estamos consumindo mais, e juntar as tampinhas”, conclui.

Pessoal, nós, como eu disse, já estamos juntando potes e mais potes de tampinhas. Lembrem só valem as de prolipropileno. Mais informações no insta @ongpramia. Lambeijos

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.