ASSINE
Ex-goleiro de futebol brasileiro que atuou nas décadas de 1970 e 1980. Nos anos 1990 foi para o futebol de areia. Hoje atua como comentarista esportivo para a TV Gazeta e colunista de A Gazeta.

Supercopa: Flamengo tem melhor time, mas elenco do Palmeiras é superior

Título do Rubro-Negro foi merecido, mas é visível que o time perde qualidade quando precisa substituir os titulares. Já o Verdão consegue manter o mesmo nível com as reposições

Publicado em 13/04/2021 às 02h00
Atualizado em 13/04/2021 às 02h03
Michael, atacante do Flamengo
O criticado Michael foi uma das apostas de Rogerio Ceni no final da partida. Crédito: Marcelo Cortes / Flamengo

Grande espetáculo de futebol deram Flamengo e Palmeiras na disputa da Supercopa neste último domingo (11). Sem dúvida nenhuma são as melhores equipes do futebol brasileiro. Sobre o jogo, especificamente, venceu merecidamente o Flamengo, a equipe com melhores valores individuais. Aliás, o talento individual foi o detalhe decisivo para a conquista do título pelo Rubro-Negro. Graças às jogadas de Felipe Luis e Arrascaeta nos gols, além das defesas nas penalidades de Diego Alves.

O empate no tempo regulamentar da partida foi justo. Destaco o domínio do Flamengo no primeiro tempo com maior posse de bola e a reação do Palmeiras no segundo. Na disputa das penalidades prevaleceu a maior experiência de Diego Alves sobre os jovens atletas do Palmeiras, defendendo as batidas e induzindo o adversário ao erro, principalmente no pênalti desperdiçado pelo jovem Danilo, fundamental e decisivo no resultado final. Vale também um registro e elogio ao goleiro do Palmeiras Weverton, em grande fase e na minha opinião considerado, no momento, o melhor da posição do futebol brasileiro.

Voltando a análise das duas equipes, fiz um comentário no Bom Dia ES, na TV Gazeta, de que o Flamengo possui o melhor time do Brasil, mas o Palmeiras tem melhor elenco. O apresentador do Jornal, e conhecedor de futebol, Mário Bonella retrucou dizendo que não entendia desta forma e discordava do meu comentário.

Vou aproveitar este espaço para expor o meu pensamento: quando falei que o Flamengo possuía melhor time, me referi aos 11 titulares que começaram o jogo, pois individualmente são melhores que os do Palmeiras escalado pelo técnico Abel Ferreira. Porém, analisando o segundo tempo, em que houveram várias alterações nas duas equipes, continuo achando o plantel do Palmeiras mais homogêneo. Notei queda de rendimento no Flamengo, ao contrário do Palmeiras que cresceu no jogo.

Quis dizer que com as trocas, o time do Palmeiras manteve o mesmo nível de atuação ou até melhorou pois os jogadores são similares. Já os do Flamengo não. Vejamos: no Flamengo saíram Diego, Everton Ribeiro, Isla e Gerson. Entraram João Gomes, Pepê, Matheusinho e Vitinho. Vocês acham que são jogadores do mesmo nível? Eu acho que não. A polêmica é válida, pois a conversa sobre futebol fica muito mais interessante justamente quando as opiniões são divergentes.

RETORNO DO CAPIXABÃO

Rio Branco de Venda Nova venceu todas as partidas do Capixabão até agora
Rio Branco de Venda Nova venceu todas as partidas do Capixabão até agora. Crédito: Cid Fernandes/Rio Branco FC

Na volta do Campeonato Capixaba com a quarta rodada, Vitória e Rio Branco-VN mantiveram o mesmo ritmo, vencendo seus jogos e seguindo com 100% de aproveitamento, com 12 pontos ganhos na competição. O time polenteiro mostrou a sua força jogando em casa, e o Vitória conseguiu excelente resultado no clássico contra a Desportiva.

Destaco nesta rodada o segundo gol do Vitória na partida contra a Tiva, um golaço feito pelo Edinho em cobrança perfeita de falta. Não é por acaso o sucesso do Edinho. Tenho acompanhado pelas redes sociais o treinamento intenso dele nas cobranças de falta em Bento Ferreira.

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE

O governador Renato Casagrande sancionou a Lei de Incentivo ao Esporte nesta última semana e divulgou depoimento junto à vice-governadora Jaqueline Moraes e ao secretário estadual de Esportes Júnior Abreu. Segundo a lei, as empresas podem destinar aos projetos esportivos até 0,5% do ICMS devido ao governo do Estado.

Segundo projeções do secretário, o montante a ser financiado para o ano de 2022 deverá ser de R$ 10 milhões. Ótima notícia para o meio que deve começar desde já a elaborar os projetos para ajudar a alavancar o esporte no Espírito Santo.

Futebol paulo sergio

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.