ASSINE
Ex-goleiro de futebol brasileiro que atuou nas décadas de 1970 e 1980. Nos anos 1990 foi para o futebol de areia. Hoje atua como comentarista esportivo para a TV Gazeta e colunista de A Gazeta.

Medo de perder receita faz clubes aceitarem até Estaduais longe de casa

Dois jogos do Paulistão aconteceram em Volta Redonda-RJ. Tudo isso para evitar perdas financeiras milionárias

Publicado em 30/03/2021 às 02h00
Atualizado em 30/03/2021 às 02h06
Palmeiras e São Bento
Palmeiras e São Bento se enfrentaram em Volta Redonda-RJ. Crédito: Cesar Greco/Palmeiras

Muito se contesta a continuidade do futebol neste período de pandemia, em que as principais cidades do Brasil suspenderam a realização de eventos. Em meio a tudo isso, um fato me chamou a atenção: dois jogos do Campeonato Paulista (Mirassol x Corinthians e São Bento x Palmeiras) que aconteceram na cidade de Volta Redonda-RJ.

Fiquei pensando em qual seria o motivo para uma solução tão esdrúxula ter sido tomada pela Federação Paulista, que leva sua competição para ser disputada em outro Estado. E também em como que conseguiram o consentimento dos clubes? Simples, amigos! O motivo pelo qual fizeram os clubes concordaram foi o temor da perda, ou congelamento, nos pagamentos do contrato de direitos de transmissão que possui o valor de R$ 200 milhões. 

Por este motivo, os 16 participantes aceitaram atuar em outros Estados com jogos marcados em cima da hora. Em caso extremo de um possível cancelamento definitivo do campeonato, os clubes teriam que devolver à emissora cerca de R$ 80 milhões já pagos pela edição de 2021.

Enquanto isso, o perigo de contágio pela Covid-19 das pessoas envolvidas nos jogos com os referidos deslocamentos, apesar dos testes aplicados, não é levado em conta. Correndo-se sérios riscos com a saúde. Um absurdo! #ficaemcasa.

O FIM DA TROCA DE TÉCNICOS. SERÁ?

O Futebol não é mesmo para amadores. A CBF, com representantes dos clubes, aprovou medidas para o próximo Campeonato Brasileiro:

  1. Divulgou que acabou a farra dos dirigentes com preguiça de pensar. Agora, o treinador só poderá ser culpado uma vez por campeonato. Os clubes terão que achar outras pessoas para eventuais fracassos. Agora a profissão dos técnicos ganha o respeito que merece, e os cartolas que se virem e garimpem novos culpados, que, evidentemente, nunca serão eles. 
  2. Aprovou a tabela do Campeonato Brasileiro com um tremendo clássico na primeira rodada: Flamengo x Palmeiras. 
  3. As cinco substituições por jogo estão mantidas.

Boas decisões da CBF. É um avanço mesmo, pois é necessário acabar ou pelo menos diminuir a constante troca de técnicos no futebol brasileiro e oferecer mais tempo e condições aos “professores” demostrarem seus trabalhos à frente das equipes.

CLUBES SE REÚNEM PARA MUDANÇAS NA LEI

A Abracef (Associação Brasileira de Clubes de Futebol) articula nos bastidores uma reunião com advogados de jogadores e sindicatos de atletas com o intuito de discutir uma possível alteração na Lei Pelé. O ex-presidente do Paraná Leonardo de Oliveira é quem se responsabiliza pelo tema. O desejo do grupo é reduzir o valor da cláusula compensatória em uma rescisão contratual. Hoje, os clubes são obrigados a pagar 100% do restante do vínculo em caso de quebra contratual. 

Haverá uma reunião virtual para debate do tema no início de abril. O desejo inicial é que o encontro fosse presencial, mas o aumento do rigor nas principais cidades do Brasil impediu tal procedimento.

CAMPEONATO CARIOCA

Após a 6ª rodada, o Flamengo mesmo empatando a sua partida contra o Volta Redonda segue firme na liderança. Nas quatro primeiras colocações estão: Flamengo, Volta Redonda, Portuguesa e Madureira. Pasmen amigos, se o campeonato terminasse hoje esses clubes seriam os semifinalistas.

Ah! O campeonato prossegue com jogos no interior do Estado nesta terça-feira (30) e quarta-feira (31) tendo chances, portanto de Fluminense, Botafogo e Vasco da Gama melhorarem suas posições na tabela.

Futebol paulo sergio

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.