ASSINE
É artista e escritora, e como observadora do cotidiano, usa toda sua essência criativa na busca de entender a si mesma e o outro. É usuária das medicinas da palavra, da música, das cores e da dança

Quando amizade, tão boa

Desejo que sejamos cúmplices, fiéis detentoras dos amuletos da discrição e da nobreza. E também desejo que jamais tenhamos que abrir mão dos nossos segredos

Publicado em 22/11/2020 às 05h00
Atualizado em 22/11/2020 às 05h00
mulheres brindando
Desejo que aprenda sempre muitas coisas – que por entre taças, mesas e cozinhas, serão valiosamente divididas. Crédito: Yeko Photo Studio/ Freepik

Eu te desejo o ouro. Puro.

Purinho.

Também desejo que ame muito e, ainda mais, que se ame. Se encontre. Você sabe, adoro quando você se acha! Aliás, acho lindo, acho graça, me inspira.

Desejo que você insista em ignorar certos limites. E que prefira ser boa a ser apenas benquista. Ah, e desejo que tenha mira! Que aprenda sempre muitas coisas – que por entre taças, mesas e cozinhas, serão valiosamente divididas.

Desejo que você nunca deixe de ter prazer em ser sabida.

Desejo que você aprenda o quanto antes a meditar, seja em silêncio ou de forma ativa.

Maria Sanz

Cronista

"Que você descubra o que dá prazer na mesma medida que te faz suar. Desejo que de vez em quando você chegue a arder!"

Que você descubra o que dá prazer na mesma medida que te faz suar. Desejo que de vez em quando você chegue a arder!

Desejo que você encontre seu sutiã perfeito.

Desejo que você saiba distinguir os bons dos maus defeitos – e que o quanto antes, ame-os ou deixe-os.

Desejo que você aprenda a se maquiar à sua maneira – e que seu truque preferido seja um charme só seu.

Desejo que de vez em quando, você ouse uma flor no cabelo.

Veja também

Também desejo que você nunca deixe a pista…

(Dança comigo?) Te convido. Vou convidar sempre – mesmo sem dizer uma única palavra... Porque nos lemos. Ou, simplesmente nos sabemos: seu estilo, seus vestidos, sua maquiagem, seu jeito de se enfeitar. Nossos suspenses, surpresas, fantasias e nossa playlist de músicas preferidas.

Desejo que sejamos cúmplices, fiéis detentoras dos amuletos da discrição e da nobreza. E também desejo que jamais tenhamos que abrir mão dos nossos segredos.

Desejo, enfim, que a gente caminhe sempre pro mesmo lugar, sem pausa, sem pressa, nem medo de errar.

Desejo ainda que eu só não te suporte quando você estiver insuportável – maldosa, egoísta, malcriada ou irresponsável. E quando isso acontecer, que saibamos jogar nossos jogos com gentileza. (Não me liga que eu não telefono pra você). Aí, a gente monta um cabo de guerra e elegantemente mede tensão nas duas pontas. Mas dois dias se passam, dá saudade, vontade de comer caranguejo ou de falar qualquer besteira, e uma de nós, de repente, deixa aquilo pra lá. Pronto. A tensão se desmonta, a gente ri e se encontra. É luz!

Não, você não é a mulher perfeita.

Mas eu te desejo o mundo, porque nossa amizade me sujeita.

opinião

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.