ASSINE
Bastidores e informações exclusivas e relevantes sobre os negócios e a economia do Espírito Santo

Mesmo sob a pandemia, Parque do China quase dobra de tamanho

Empreendimento ampliou número de hospedagens e investiu forte em opções de lazer para as crianças, objetivo é ser opção das famílias o ano todo

Publicado em 05/08/2022 às 03h59
Hotel Fazenda China Park, em Domingos Martins
Hotel Fazenda China Park, em Domingos Martins. Crédito: Divulgação/China Park

O turismo foi uma das áreas mais afetadas pela pandemia do coronavírus. O primeiro semestre de 2020 foi desastroso para todo o setor, mas algumas empresas, principalmente as que estavam com o caixa em dia, surfaram a boa onda que começou a se formar em junho/julho de 2020. O empresário Valdeir Santos, o China, dono do Hotel Fazenda China Park, no distrito de Aracê, Domingos Martins, foi um deles.

O empreendimento iniciou o período da Covid, em março de 2020, com 140 quartos. Hoje, são 188 e a expectativa é chegar, no ano que vem, a 244 apartamentos e chalés, as obras já estão andando. Uma expansão de 74,2%. Em paralelo, estão sendo ampliados os espaços de lazer, auditório e a estrutura da recepção. O investimento total previsto (até agora) para o período pandêmico alcança os R$ 23,8 milhões. "Tudo com recursos próprios", faz questão de destacar o empresário.

O China Park fica numa área de 1,2 milhão de m2 - 420 mil m2 são utilizados pelo empreendimento e 780 mil m2 são de mata, eucalipto e pinus. Dentro do espaço construído ainda são vendidos terrenos de 600 m2 a 2,2 mil m2, numa espécie de condomínio fechado que pode usar as áreas de lazer do parque. Nos últimos 12 meses, vendas e obras movimentaram R$ 10 milhões.

"Nós conseguimos montar um negócio, e a pandemia é prova disso, que consegue se manter com boa ocupação o ano todo. Lógico que feriados, períodos de férias e finais de semana são muito bons para nós, mas não temos movimento só aí. Nossa ocupação média, fora dos períodos de pico, é de 35%, excelente para um hotel fazenda", explica China. "Meu planejamento é dar uma segurada na ampliação das hospedagens e investir forte no lazer. Nosso foco é atrair as famílias, é dar boas opções de diversão para as crianças. O futuro do negócio está aí".

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.